São quatro os portugueses distinguidos na lista dos 30 jovens abaixo dos 30 anos da Revista Forbes. O bailarino Marcelino Sambé, de 23 anos, é um dos nomeados na categoria “Arte e Cultura” e “Celebridades”.

O ranking anual “30 under 30″ europeu escolhido pela Forbes compromete-se a escolher 30 jovens promissores para 12 áreas diferentes da sociedade.

Os jovens portugueses “mais brilhantes” de 2018 entre os 30 desta lista são, para além de SambéFrancisco Rodrigues dos Santos, presidente da Juventude Popular, e ainda Filipa Neto e Lara Vidreiro, duas empreendedoras no comércio de vestuário de luxo, desvendou a revista esta segunda-feira em Londres, Inglaterra.

Esta edição do ranking conta com 34 país europeus representados pelos menos numa das 12 categorias, que vão do entretenimento à política. Esta é a terceira presença de Portugal na lista. Em 2017, o país esteve representado Miguel Santo Amaro, Mariano Kostelec e Ben Grech, fundadores da Uniplaces, e Bruno Figueiredo, o responsável científico da Graphenest. Em 2016, a representação lusa na lista tinha um único nome, Marco Barbosa, fundador da eSolidar.

Promessa portuguesa em palcos londrinos

Marcelino Sambé, habitualmente citado como um dos melhores bailarinos do mundo, nasceu em Lisboa e foi aos seis anos que começou a dar os primeiros passos enquanto bailarino.

Sambé

Foto: Flickr

Ao nove anos, ingressou na Escola de Dança do Conservatório Nacional. Em 2008 ganhou a medalha de prata no Concurso Internacional de Ballet de Moscovo e, em 2010, a medalha de ouro Concurso Internacional de Ballet dos Estados Unidos, em 2010.

Entrou em 2012 para a companhia The Royal Ballet, a maior companhia de ballet do Reino Unido, depois de uma formação na The Royal Ballet Upper School e conta já com um imenso repertório no seu currículo, a contrastar com os seus 23 anos.

Em 2015, foi considerado como uma das 10 pessoas a seguir pelo The Independent, o jovem artista foi ainda um artista convidado no Royal Ballet de Londres 2012. Desde de 2014 é primeiro bailarino na mesma instituição.

http://https://www.youtube.com/watch?v=9S3Du31Au4c

Segundo os críticos do The Independent, Marcelino Sambé é um bailarino com uma técnica impressionante que, aliada à grande energia e presença em palco, consegue atrair o olhar do público mesmo em papéis secundários.

Até à data, o jovem bailarino português já tem no seu currículo prémios como a medalha de prata na Moscow International Ballet Competition, que decorreu na Rússia em 2008, o primeiro prémio no Youth American Grand Prix em 2009 e uma medalha de ouro e distinção especial na USA International Ballet Competition in Jackson de 2010.

http://https://www.youtube.com/watch?v=PPsUT1iL6IA

LÊ TAMBÉM: AVENIDA Q: O ESPETÁCULO ONDE BONECOS ENSINAM GENTE CRESCIDA