Marcelo Rebelo de Sousa vai promover novamente os encontros literários entre autores e alunos de vários níveis de escolaridade. O Palácio de Belém vai receber estes encontros às terças-feiras.

A nova edição do programa Escritores no Palácio de Belém vai contar com a participação de 21 autores que estarão à conversa com alunos no Palácio de Belém, entre 16 de Janeiro e 5 de Junho.

Tal como aconteceu na anterior edição, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai marcar presença sempre que lhe for possível.

Em mais um Escritores no Palácio de Belém, no qual o Presidente da República desempenha o papel de anfitrião, vão ainda estar presentes Lídia Jorge, Gonçalo M. Tavares, Ricardo Araújo Pereira, Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães, António Lobo Antunes, Richard Zimler e Pedro Mexia, adiantou a Presidência da República em comunicado enviado ao Notícias ao Minuto.

Ana Saldanha, David Machado, Luísa Ducla Soares, Mia Couto, José Eduardo Agualusa, Pepetela, André Letria, António Mota, Cristina Quental e Mariana Magalhães, Mário Cláudio, Margarida Fonseca Santos e Danuta completam a lista de 21 autores que vão estar à conversa com os alunos no Palácio de Belém.

Este programa é um “contributo fundamental…”

No mesmo comunicado, a Presidência da República adiantou ainda que o programa se destina “a proporcionar o encontro entre escritores de obras recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura e alunos dos vários níveis de escolaridade. Todas as terças-feiras do calendário letivo haverá uma conversa de cerca de uma hora, de um escritor com duas turmas de uma escola“.

Estes encontros sublinham assim a importância da promoção da leitura, valendo esta como um “contributo fundamental para o estabelecimento da igualdade de oportunidades no sistema educativo”.

De acordo com a Presidência da República, “foram cerca de duzentas as escolas públicas e privadas que se inscreveram nesta iniciativa” e que “vão participar nesta edição 21 escritores e 19 estabelecimentos de ensino de todo o país“.

O programa Escritores no Palácio de Belém conta com a colaboração da Associação Portuguesa de Escritores, da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, do Plano Nacional de Leitura, da Rede de Bibliotecas Escolares e da Sociedade Portuguesa de Autores.

LÊ TAMBÉM: FESTIVAL LITERÁRIO DE MACAU CONTA COM AUTORA PORTUGUESA