Nashville arranca a sua sexta e última temporada com celebrações de passagem de ano. Para os protagonistas da série, a entrada em 2018 significa encontrar novos caminhos e lutar contra antigos demónios. O novo episódio, intitulado New Strings, estreou no canal CMT no dia 4 de janeiro. Infelizmente, a série não é exibida em Portugal.

Maddie (Lennon Stella) parece continuar com o futuro mais brilhante do que qualquer outra pessoa, sendo convidada para atuar num espetáculo em Los Angeles perto da passagem de ano, onde conhece o jovem e talentoso Jonah Ford (Nik Luken). Sim, mais um romance adolescente parece estar prestes a nascer.

Scarlett (Clare Bowen) e Gunnar (Sam Palladio), oficialmente separados, parecem estar um pouco perdidos na vida, sobretudo a nível profissional, visto que sempre atuaram enquanto dueto. A primeira decide dedicar-se à família, acompanhando Maddie na sua viagem e representando às mil maravilhas o papel de irmã mais velha.Nashville

O segundo, por outro lado, passa algum tempo a treinar novas músicas com Will (Chris Carmack), de modo a encontrar “a sua própria vez”. Estes dois sempre tiveram uma química inegável a nível musical e claro que acabam por arrasar o episódio com uma excelente atuação no Bluebird Café.

Deacon (Charles Esten) parece estar a sentir-se mais só do que nunca: é a sua primeira passagem de ano sem Rayna (Connie Britton), o que o leva até a considerar inscrever-se numa página de encontros. Contudo, Maddie, Scarlett e Daphne (Maisie Stella) acabam por passar a noite com ele, relembrando que, enquanto as peças da sua vida amorosa se vão compondo lentamente, há sempre uma família com quem podemos contar.

Avery (Jonathan Jackson) continua um homem de família e um produtor de sucesso mas é a sua esposa quem ganha a luz da ribalta neste episódio. Após o drama da temporada anterior, Juliette (Hayden Panettiere) tem tido uns meses difíceis: afastada do palco, dos fãs e dos amigos mais próximos.Nashville

Curiosamente, durante uma noite num hotel, a protagonista conhece um homem especializado em “recuperação espiritual”, o qual lhe diz que a pode a ajudar a encontrar novamente a sua força e o seu caminho. A parceria parece funcionar efetivamente, visto que Juliette consegue finalmente admitir perante o mundo que sofre de depressão.

Este episódio parece assinalar a magia de toda a temporada: a recuperação de antigas quedas e o caminho de volta ao estrelato. Embora Juliette continue cativante como sempre enquanto protagonista, a série parece negligenciar os restantes membros – já para não falar de que as músicas desta estreia foram tudo menos country.

NOTA: 5/10