USS: Callister, um dos mais aclamados capítulos da quarta temporada de Black Mirror, pode dar origem a um spin-off, revelou Toby Haynes, realizador do episódio.

Estreada a 29 de dezembro, a nova temporada da antologia da Netflix tem dado que falar, por diversas razões. Agora, comenta-se a possibilidade de se revisitar um dos episódios mais bem recebidos da série de televisão, derivada da trama escrita por Charlie Brooker e William Bridges. O texto abaixo contém spoilers do referido episódio.

LÊ TAMBÉM: QUARTA TEMPORADA DE ‘BLACK MIRROR’: ACONTECEU O QUE MAIS SE TEMIA

Sendo fortes as referências a Star Trek, o primeiro episódio da mais recente temporada da série revela-se baseado, em parte, numa versão mais leve do género sci-fi. Protagonizado por Jesse Plemons e Cristin Milioti, divide-se entre o mundo real e um mundo digital.

Um programador, por muitos considerado brilhante, cria réplicas perfeitas dos seus colegas de trabalho através do seu ADN, prendendo-os no interior de uma versão modificada de um videojogo por si criado. No entanto, as réplicas são conscientes do mundo exterior, estando subjugadas ao controlo do personagem de Plemons. O episódio termina com as personagens de Milioti – a sua versão real e digital – a salvar o dia. Fica em aberto a exploração do mundo digital onde se encontram aprisionados.

O possível spin-off

Para Toby Haynes, realizador do episódio, USS: Callister é “provavelmente um dos melhores pilotos para uma série espacial, de sempre”. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Haynes revela que “Estava a falar com Louise Sutton, que produziu este episódio (…) e ela teve a incrível ideia de criar um spin-off em formato de série. Adoraria fazer uma série televisiva de USS: Callister.

Cristin Milioti, em entrevista ao mesmo site, mostrou o seu interesse numa possível série derivada. “Morreria se transformassem isto numa série spin-off (…) porque é tão real. São muito engraçados e muito disfuncionais, mas são também um grupo de colegas de trabalho de um escritório – é como The Office no espaço” disse. “Estão presos nesta coisa que não criaram e teriam de batalhar contra aliens. É um conceito incrível. Talvez seja um desejo da minha parte, mas adoraria ver isso.

Criada em 2011 por Charlie Brooker, Black Mirror transitou para a Netflix em 2016. Hoje, é um dos maiores sucessos entre as produções originais da plataforma de streaming. A nova temporada, composta por seis episódios, está disponível no catálogo português da aplicação.