A SIC conseguiu manter a liderança do dia 1 de janeiro, à semelhança dos anos anteriores. Com 21,9% de share, a estação de Carnaxide entra em 2018 a vencer, mas por uma margem reduzida. A TVI esteve perto, com 21,7% de share, enquanto a RTP1 começou 2018 com o pé esquerdo, com apenas 9,2% de quota de mercado.

O cinema voltou a ser a arma da SIC para conseguir a liderança diária, mas desta vez a TVI deu luta também na sétima arte. O filme mais visto do dia foi Velocidade Furiosa 7, a escolha da TVI para fechar a tarde de cinema, que registou 12,3% de audiência e 29,7% de share.

O filme foi o terceiro programa mais visto do dia, com uma média de 1 milhão e 194 mil telespectadores. Na reta final do filme, às 19h57, a TVI registava o seu melhor minuto do dia, com 1 milhão e 640 mil espectadores (16,9% / 37,4%) a assistir à homenagem ao falecido ator Paul Walker.

Embora tenha liderado em todas as faixas etárias, foi sobretudo entre os jovens que o filme da TVI se destacou. Na faixa dos 15 aos 24 anos, Furious 7 foi o programa mais visto do dia com 14,1% / 40,7%. O pico foi ainda maior neste target: 18,6% / 52,4%, registados às 19h57.

A SIC escolheu a estreia de 007: Spectre para fechar a tarde e saiu derrotada. O filme registou 9,1% / 21,7% (880 mil espectadores), ficando a larga distância de Velocidade Furiosa 7. A RTP1 estreou o filme Negócio das Arábias mas ficou muito longe, com apenas 2,6% / 6,0%.

Novelas voltam a vencer cinema

No resto da tarde a SIC saiu vitoriosa. À Procura de Dory foi líder após o almoço, com 8,7% / 27,4%, ofuscando a estreia de Mínimos na TVI (6,6% / 20,8%). A meio da tarde, o primeiro filme de Sozinho em Casa liderou no horário, com 8,2% / 25,2%, mas sem o brilho conseguido no dia de Natal. Chegou mesmo a disputar a liderança em alguns momentos com Missão Impossível: Operação Fantasma, que registou em média 7,4% / 22,8%.

À noite, as novelas da TVI voltaram a derrotar o cinema da SIC. Zootrópolis foi o filme mais visto do terceiro canal, com 1 milhão e 75 mil espectadores (11,1% / 22,9%), mas ficou atrás de A Herdeira (14,1% / 28,6%). No entanto, junto do público infantil a preferência pelo filme da SIC foi esmagadora. Zootrópolis registou 17,1% / 43,3% nas crianças entre os 4 e os 14 anos, sendo o programa mais visto do dia nesta faixa.

Com início às 23h, Deadpool registou 6,6% / 22,2% (639 mil espectadores), perdendo para Jogo Duplo mas liderando contra Confessionário. No confronto direto com o filme, a TVI registou uma média de 4,9% / 16,5%.

O Circo de Monte Carlo pôs a RTP2 à frente da RTP1 em pleno horário nobre.

Circo dá valores extraordinários à RTP2

Depois de valer bons resultados à SIC, o Festival Internacional de Circo de Monte Carlo deu ontem uma boa audiência à RTP2. A edição de 2013 do Festival, reexibida ontem às 21h31, registou 2,9% de audiência e 6,3% de share, o equivalente a cerca de 282 mil espectadores. Às 23h00 registava-se o melhor minuto da RTP2: 4,2% de rating (410 mil espectadores) e 10,3% de share.

Estes números, bem acima da média do segundo canal, permitiram à RTP2 vencer Os Extraordinários da RTP1. No período em que o Circo e o programa de Sílvia Alberto concorreram, entre as 22h14 e as 23h18, a RTP2 registou 3,5% / 7,9% (339 mil espectadores) e a RTP1 ficou-se pelos 3,1% / 7,0% (302 mil espectadores).

A segunda temporada de Os Extraordinários está a registar números bem abaixo dos da primeira série, e a causa pode estar no novo horário. Emitido após as 22h, o programa é antecedido pela série documental Planeta Azul, que ontem registou 3,9% / 8,0%.

O Circo de Monte Carlo também passou ontem pelos ecrãs da SIC, que repetiu a edição de 2017 ao final da manhã, tendo registado 4,6% / 19,5%.