Ano novo, agenda nova. Chegou 2018 e ser mais organizado é (quase sempre) uma resolução de ano novo. Há quem tenha várias agendas, há quem só as use nos primeiros meses, há quem não viva sem elas, há quem tome notas em cada pedaço de papel que encontra. Se ainda não sabes como te vais organizar no ano que chega agora, damos-te algumas ideias para começares 2018 sem te esqueceres de todos os encontros que tens marcados.

1. Escolhe uma agenda à tua medida

Escolhe uma agenda que sirva as tuas necessidades. És uma pessoa que escreve muito e adora tirar notas? Opta por uma agenda que tenha uma página para cada dia. Preferes planear toda a semana de uma vez? Então uma agenda com vista semanal talvez seja a opção certa para ti.

As agendas da Mr. Wonderful já são famosas e não há quem lhes resista. As cores, os autocolantes e as frases encantam os mais organizados. Uma das vantagens destas agendas é que existem quatro tamanhos, à medida de cada um: duas com a vista semanal (pequena e média), para quem prefere planear toda a semana de uma vez, e duas com vista diária (também nos tamanhos pequeno e médio), para quem tem os dias mais preenchidos. Já consegues encontrar estas agendas em inúmeras lojas do país ou encomendar na loja online da marca.

 

Se preferes algo mais simples, estas agendas da Three-Six-Five podem ser uma opção para ti. Só existem em duas cores (rosa e cinza), mas a capa é personalizável com as iniciais do teu nome.

 

Para os amantes de Harry Potter também há agendas de fazer perder a cabeça. A Purple Pineapple é uma marca portuguesa criada por duas amigas com muita criatividade, que quiseram juntar duas paixões: os cadernos e a ilustração. Como são produzidas em pequenas quantidades e conforme as encomendas, podes escolher o design que mais gostas e optar por uma das quatro vistas semanais criadas pela marca.

 

2. Opta por um calendário

Uma opção mais clássica são os calendários com os meses do ano, para pendurar ou de pousar na secretária. Não são a opção mais prática ou original, mas ninguém nega a sua utilidade. Podes optar pelos clássicos calendários solidários, em que ajudas uma instituição, como este da Unicef, ou escolher algo mais criativo. Os amantes de livros não vão resistir a um calendário sobre o tema, por exemplo.

3. Cria o teu Bullet Journal

Para quem as agendas nunca estão à medida, as páginas nunca são suficientes ou sentem falta de expressar a criatividade, a melhor opção será um Bullet Journal. Já te explicámos aqui que esta é uma boa forma de dar vida aos teus blocos de notas. O Bullet Journal é uma agenda à tua medida, que podes personalizar. Criar páginas com os aniversários dos amigos, com os livros favoritos, com os lugares que queres visitar são algumas das opções. Se esta te parece uma opção, o Pinterest e o Instagram estão repletos de ideias para começares.

 

4. Instala uma aplicação no telemóvel

Para quem não vive sem o telemóvel e precisa de alertas constantes para tudo o que tem de fazer, a melhor opção é instalar uma aplicação que ajude a ser mais organizado. O calendário que vem nos telemóveis já é suficiente, mas podes sempre optar por instalar uma aplicação que te permita, por exemplo, tirar notas, organizar tarefas, fazer listras e organizar documentos, como o Evernote.

5. Usa um bloco de notas

As agendas não são para ti e já admitiste isso. Tudo o que tens marcado está na tua memória ou espalhado em pequenos post-its por todo o lado. Nesse caso, o melhor é teres apenas um bloco de notas sempre à mão, não vás precisar de escrever qualquer coisa rapidamente. Os famosos Moleskine (lisos, com linhas, quadriculados ou pontilhados) são um clássico. Também nesta linha clássica podes optar pelos míticos cadernos da Firmo, que marcaram gerações. Se irreverência é o teu nome do meio este caderno em forma de unicórnio talvez possa ser uma opção.

Para os mais preocupados com o ambiente, a InfiniteBook é uma start-up portuguesa em que cada caderno é infinito. Com a mesma lógica de um quadro branco, podes escrever e apagar as vezes que quiseres na mesma folha.