Os piores filmes de 2017

Ao entrar no novo ano, é necessário deixar tudo o que de mau aconteceu em 2017 para atrás. No entanto, o Espalha-Factos decidiu recordar o pior que o cinema ofereceu no ano passado, esperando que obras semelhantes não assombrem 2018. Estes são os piores filmes de 2017, escolhidos pelos redatores Adriano Ferreira, Diogo Simão e Gonçalo Silva.

 

Emoji: O Filme

“A ideia de um filme acerca de emojis talvez tivesse funcionado nas mãos certas. Afinal, também a ideia de um filme acerca da Lego parecia má… O propósito destes filmes é, primeiramente, o de fazer dinheiro. Não há nada de novo nisso. Mas esse facto não significa que o resultado final precise de ser tão fraco. Emoji: O Filme representa tudo o que pode correr de mal num filme feito para crianças. É completamente genérico, previsível e sem uma única característica criativa.”

Adriano Ferreira

Uma Casa Cheia

“À partida esta podia parecer só uma comédia romântica sem nada que a distinguisse das demais. No entanto, onde Uma Casa Cheia surpreende é na pobreza emocional das personagens, no drama superficial de quem nunca teve problemas verdadeiros e nas resoluções encapsuladas em meia dúzia de montagens. Falha enquanto fantasia, falha enquanto realidade e, sobretudo, falha enquanto filme.”

Diogo Simão

O Boneco de Neve

“Com produção executiva de Martin Scorsese, protagonizado por Michael Fassbender e adaptado de um bestseller bem reputado, O Boneco de Neve tinha tudo para ser bom. Apesar disso, o novo filme de Tomas Alfredson é das obras mais mal-calculadas dos últimos anos a aparecer nos ecrãs de cinema. Só há duas maneiras de enfrentar esta provação cinematográfica: a dormir ou a rir – e nem a segunda hipótese nos parece correta. O mistério principal não merece sequer uma «suspension of disbelief» e um enredo secundário, cujo motivo de existência ainda é uma incógnita, só ajuda à festa. Não existe muita redenção possível quando um realizador vem a público dizer que 10 a 15% do filme ficou por gravar. Que fossem esses minutos em falta o pior desta calamidade…”

Gonçalo Silva

Transformers: O Último Cavaleiro

“A saga Transformers de Michael Bay nunca foi conhecida pela sua qualidade, mas O Último Cavaleiro surpreendeu por ser ainda pior do que o normal. A narrativa faz ainda menos sentido e roça o ridículo ao tentar forçar os alienígenas Transformers em todos os eventos históricos da humanidade – por exemplo, segundo o filme, os Transformers lutaram juntamente com o rei Arthur. Michael Bay tinha já dito, antes de 2011, que Transformers 3 iria ser o seu último capítulo na franquia. Apesar desse filme ter tido problemas sérios, pelo menos mostrou as competências técnicas do realizador e algumas das suas cenas de ação mais impressionantes. Em O Último Cavaleiro já nem existe essa paixão; Bay parece apenas cansado…”

Adriano Ferreira

Um Susto de Família

“Este não foi o ano mais feliz para o cinema de animação. Para além dos sucessos de crítica e bilheteira serem muito menos absolutos do que no passado, 2017 presenteou-nos com um dos piores filmes animados que já vi. Um Susto de Família está repleto de diálogo ilógico, falhas narrativas, personagens sem convicções e um sentido de humor que faz o Adam Sandler parecer John Cleese.”

Diogo Simão

A Múmia

“É a segunda tentativa, depois de Drácula: A História Desconhecida (2014), da Universal iniciar o seu Dark Universe: se tudo correr bem, não haverá terceira. A Múmia é o tipo de blockbuster aberrante que ninguém entende como conseguiu ser tão mau. Desde as tentativas de humor que saem pela culatra até às ocasiões em que rimos do que não era suposto, há toda uma sensação de que se está a assistir a algo que nunca devia ter visto a luz do dia. O elenco nunca pareceu tão deslocado, e, fora o cachet milionário, perguntamos porque razão Russell Crowe e Tom Cruise marcam presença nesta aspiração parva a filme de terror que só o é por todos os motivos errados.”

Gonçalo Silva

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Cristina ComVida
‘Cristina ComVida’ bate novo mínimo em mais um dia que foi da SIC