Seis acrobatas vão atuar acompanhados de música ao vivo, numa tenda montada no heliporto de Monchique, no Algarve. A companhia de circo Akoreacro fará cinco espetáculos, incluindo um na passagem de ano e outro no primeiro dia do ano.

O espetáculo Klaxon vai passar por Monchique entre os dias 28 de dezembro e 1 de janeiro. As primeiras quatro apresentações vão ocorrer às 21h00 e a última, no dia de Ano Novo, às 17h00.

Depois do espetáculo de dia 31, o público pode contar com uma fogueira junto à tenda, uma tradição já conhecida em Monchique. O serão inclui ainda especialidades da terra, como medronho e porco preto no espeto.

“Vai ser um diálogo muito criativo entre seis acrobatas e cinco músicos, que vão criar uma dinâmica musical circense”, explicou Giacomo Scalisi ao Notícias ao Minuto.

Os bilhetes custam 7 euros e podem ser adquiridos nos locais habituais.

Programa cultural para promover o Algarve

Giacomo criou, em conjunto com Madalena Victorino, o projeto Lavrar o Mar – As Artes no Alto da Serra e na Costa Vicentina, que integra o programa 365 Algarve. O objetivo é combater a sazonalidade do turismo algarvio e a concentração de eventos somente nos locais turísticos da região.

O presidente da Câmara de Aljezur, José Amarelinho, elogiou o trabalho desenvolvido pelo projeto que vai já na segunda edição. Para ele, esta é “uma nova forma de fazer turismo” que tem atraído “novos públicos” a municípios algarvios onde existiam poucos os eventos artísticos.

Rui André, presidente do município de Monchique, afirmou que a arte e a cultura “ajudam a combater o isolamento social”. Além disso, ajudam a “combater incêndios”, uma vez que valorizam os territórios, atraindo novos residentes.

O programa compreende 525 apresentações nos 16 concelhos da região. As atuações incluem música, dança, teatro, circo contemporâneo, cinema, artes visuais, literatura, gastronomia e animação de património.

LÊ TAMBÉM: MEDEIA ESTREIA NO TEATRO IBÉRICO EM 2018 COM MÚSICA DE MÁRIO LAGINHA