O Festival Eurovisão da Canção 2018 ainda está a meses de distância, mas a organização já divulgou imagens exclusivas de como será o palco do evento. 

O palco é inspirado no casco de um navio e reflete a “rica história de Portugal” como uma “nação marítima”. O site oficial da Eurovisão descreve que a cultura portuguesa reflete, “sem quaisquer fronteiras, todos os valores que fazem do Festival único”.

“Portugal, e especialmente Lisboa, são ‘melting pots’ enriquecidos pelos contributos de novas culturas descobertas, que foram trazidas para o porto de origem. Isto é principalmente devido aos navegadores portugueses, que viajaram pelos mares com coragem e excecionais competências de navegação”, explica Florian Wieder, responsável pelo design do palco.

“O Festival da Eurovisão 2018 vai levar-te numa expedição por várias culturas na Europa e no mundo. Uma viagem pelos mares mais altos da música, que busca a descoberta, ligação e união das nações. Portugal quer juntar países e culturas. Portugal vai unir a música da Europa. Com este palco, Portugal vai ser o navegador e a bússola novamente”, acrescenta o autor do palco, já responsável por vários dos recintos anteriores, nomeadamente o de 2017, em Kiev.

“Uma afirmação forte de identidade”

“Os requisitos conceptuais quiseram demonstrar a identidade portuguesa de uma forma elegante, moderna e, ao mesmo tempo, única e distintiva”, explica Paulo Resende, vice-produtor executivo da Eurovisão 2018.

O responsável acrescenta que, para “sublinhar a diferença em relação a edições anteriores”, este palco deve representar, por si próprio, “uma afirmação forte”. E o resultado é, para Resende, “uma excecional obra-prima, desenhada por Florian Wieder, que corresponde totalmente ao conceito e narrativa editorial que temos para este projeto”.

Jon Ola Sand, supervisor executivo do Festival Eurovisão da Canção, acredita que este palco vai “criar uma aparência muito distintiva para os concorrentes deste ano”, assumindo estar “ansioso para ver este intrincado e moderno recinto em ação, no próximo mês de maio”.

Quatro pontos de inspiração

O site oficial do evento revela que Florian se inspirou em quatro pontos da cultura e história portuguesas: A navegação, o mar, os barcos e os mapas.

Navegação: “A bandeira de Portugal apresenta uma esfera armilar. A esfera armilar está também presente na heráldica portuguesa, associada aos Descobrimentos. Por isso, a esfera armilar tornou-se um elemento essencial no conceito.”

O Mar:O mar dá-nos uma sensação de liberdade e claridade, fazendo dele um dos sítios mais pacíficos na terra. O design do palco mostra uma interpretação moderna de uma onda arrebatadora e da sua forma orgânica.”

Os Barcos:Os portugueses foram mestres na construção de barcos desde tempos antigos. Eles foram capazes de explorar o mundo devido a possuírem esta competência excecional. A estrutura do palco é inspirada por essas peças da arte de construir barcos.”

Os Mapas: Um mapa é uma representação diagramática da terra e do mar. As linhas radiais de um mapa espalham-se em diferentes direções para ligar todos os locais. Lisboa será o centro onde todas essas linhas se juntam.

O Festival Eurovisão da Canção decorre a 8, 10 e 12 de maio em Lisboa, na Altice Arena. Na primeira vez que Portugal recebe o evento, este está a ser aguardado com muita expectativa pelos fãs europeus. Os primeiros bilhetes a serem disponibilizados para venda esgotaram em 30 minutos.