A revista Time divulgou a shortlist de possíveis candidatos a Pessoa do Ano 2017 e houve uma surpresa: Donald Trump consta na listagem. Mesmo depois de o presidente ter dito que recusou o título este ano depois de a revista lho ter comunicado antecipadamente.

O político norte-americano venceu o prémio em 2016 e afirmou recentemente que a revista o teria informado que “provavelmente” receberia a distinção pela segunda vez consecutiva. O presidente acrescentou, através do Twitter, que teria recusado recebê-lo, alegando que a Time lhe tinha dito que teria de fazer uma entrevista e uma nova sessão fotográfica.

Na altura, a revista respondeu ao tweet, negando a informação dada pelo Presidente norte-americano: “O Presidente está incorreto acerca da maneira como nós escolhemos a Pessoa do Ano. A Time não comenta a sua escolha até à publicação da mesma, que acontecerá a 6 de dezembro“.

Vê também: Espalha-Factos está a recrutar para a secção de TV&Media

Contudo, a escolha pode realmente voltar a recair em Donald Trump. E a disputar o lugar com o republicano estão candidatos tão diversos como Jeff Bezos, o CEO da Amazon, a realizadora de Mulher Maravilha, Patty Jenkins, mas também outros políticos, como o ditador norte-coreano Kim Jong-Un e o presidente chinês Xi Jinping. O movimento #MeToo, que tem contribuído para a divulgação dos casos de assédio sexual em Hollywood, também pode vencer.

A distinção de Pessoa do Ano da Time reconhece uma pessoa ou grupo de pessoas que tenha tido grande influência nas notícias que marcaram o ano, pela positiva ou negativa. A revelação do vencedor ou vencedora deste ano chega esta quarta-feira (6).

Este prémio é entregue desde 1927 e já distinguiu personalidades tão díspares como Mahatma GandhiFranklin D. Roosevelt, Estaline, Hitler, Winston Churchill, Rainha Isabel II, Barack Obama ou Mark Zuckerberg.