A novela A Impostora, descrita por José Eduardo Moniz como “um acidente de percurso“, despediu-se a liderar audiências e a superar a principal aposta da SIC, Paixão.

A trama, que estava no ar há mais de um ano, conquistou 10,9% de audiência média e 29,9% de share no último episódio, tendo registado esta quinta-feira (30) o melhor share do ano. À mesma hora, Espelho d’Água ficava-se pelos 8% de audiência média e 22,6% de share.

Os valores da novela da TVI superaram ainda a novela Paixão, da SIC, que se ficou pelos 10,6% de audiência média e 23,6%. À mesma hora, A Herdeira era vista por mais 400 mil pessoas e conquistava 14,5% de audiência média e 31,7% de share para a estação de Queluz.

A Impostora conquista no Centro e entre os mais velhos

Os melhores resultados de A Impostora foram no Centro do país, em que conquistou 14,3% dos espectadores e teve 39,6% de quota de mercado, demonstram os dados da GfK/CAEM. A afinidade também foi muito elevada junto da audiência com 55 a 74 anos, com shares superiores a 33%.

Os mais novos (4-14 anos) e os agregados familiares com mais rendimento disponível (Classe A) foram os segmentos em que a telenovela menos atraiu espectadores, de acordo com os resultados Total Dia para esta quinta-feira. Entre os mais ricos, o share foi de apenas 14,3%.

Lê também: ‘Confessionário’. Teresa Guilherme não vence a SIC