Zé Pedro, membro fundador e guitarrista da banda de rock portuguesa Xutos & Pontapés, faleceu hoje, vítima de doença prolongada. O músico, com 61 anos, morreu em casa, em Lisboa.

Por trás da formação de uma das bandas rock nacionais mais populares e icónicas, Zé Pedro ficará para sempre retratado como um dos filhos do rock e das estrelas que atuaram em palcos como o extinto Rock Rendez Vous ou Coliseu dos Recreios, palco a que subiu em 2016, na celebração do seu 60.º aniversário.

Os Xutos subiram ao Coliseu dos Recreios este mês, no dia 4 de novembro, naquele que viria a ser o último concerto do guitarrista. Zé Pedro estava doente há vários meses, mas a situação foi mantida sempre de forma discreta pelo grupo. Só em novembro, nesta última atuação, foi assumida publicamente.

Um guerreiro da alegria

Era um guerreiro da alegria, da vontade de viver, de superar dificuldades, de nunca desistir. Chegou cedo demais o descanso deste guerreiro“, afirmou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A perda do músico foi amplamente sentida no meio artístico. Henrique Amaro, locutor da Antena 3 que apresentou um programa ao lado do guitarrista, relembrou à Agência Lusao sorriso” e o legado do “fundador da maior banda de ‘rock and roll’ de Portugal“.

De recordar que Zé Pedro integrou também as formações de bandas como Ladrões do Tempo, Os Maduros ou Palma’s Gangs. No repertório do músico, ficam alguns dos êxitos da banda como Submissão, onde este participou como vocalista, ou ainda Não Sou o Único.