Estão os portugueses mais dedicados à saúde e beleza?

Os portugueses parecem estar mais vaidosos e preocupados com a saúde. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 42% no que toca à procura de produtos relacionados com “saúde e beleza”.

A análise é feita pelo comparador de preços online KuantoKusta, que monotorizou as preferências dos internautas nas áreas “saúde e beleza” e “desporto e lazer”. Durante o mês de outubro foram contabilizadas pelo site cerca de 2 500 000 visitas, a sua maioria (66%) realizada por membros do sexo masculino.

Elas escolhem corrida, eles pesca

Segundo este balanço, os homens tendem a pesquisar artigos relacionados com ‘Pesca’, procura que aumentou mais de 260% em relação ao período homónimo de 2016. Mas não só: nas restantes buscas segue a categoria de ‘Relógios, Cardios e Pulsómetros’ (aumento de 71%), ‘Passadeiras’ (aumento de quase 100%) e ‘Calçado de Desporto – Homem’ (aumento de mais de 200%).

Já no sexo feminino, verifica-se que as pesquisas se focam sobretudo nas ‘Passadeiras’, com um crescimento de mais de 300%, e nos ‘Medicamentos e Produtos de Veterinária’, (aumento de 180%). As buscas foram ainda estendidas a outras áreas como ‘Perfumes’, ‘Proteínas de definição muscular’, ‘Vitaminas e minerais’ e ‘Cabelo, Unhas e Pele’.

Créditos: PxHere

Bem-estar dos portugueses melhora desde 2013

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Índice de Bem-estar da população portuguesa tem vindo a aumentar desde 2013. Este índice, que é calculado segundo os eixos “condições materiais de vida” e “qualidade de vida”, subiu do valor de ponderação 119,1, registado em 2015, para 123,7, em 2016.

Moda, beleza e compras online

Além dos dados referidos anteriormente, a globalização e a facilidade de comprar produtos via Internet tem vindo a acentuar o crescimento de consumidores online. Segundo o estudo anual E-Shopper Barometer Report de 2017, “Moda” foi a principal categoria de vendas online em Portugal (14,7%) no ano passado. Já categoria de “Cosmética/Aaúde”, apesar de surgir atrás da “Eletrónica”, representando 11% das compras, mostra que esta continua a ser uma das áreas de maior interesse dos portugueses.

Segundo este mesmo estudo, que ouviu 1009 portugueses e aproximadamente 23.000 e-shoppers de 21 países europeus, está a surgir uma nova tendência: a compra online de frescos e bebidas. Estima-se que cerca de 13% dos portugueses já os consumiu desta forma desde o início do ano.

A par desta tendência cresce a utilização dos smartphones nas compras online (mobile-commerce), especialmente entre os millennials.

Lê também: DESIGNERS UNIDOS EM CAMPANHA CONTRA A VIOLÊNCIA SOBRE AS MULHERES
Fonte: Pexels

Este tipo de alterações na alimentação, prática desportiva e saúde, podem resultar num aumento de qualidade de vida e comodidade geral. A análise estatística às pesquisas dos portugueses parece mostrar que estão mais alerta para este tipo de temas.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Maria Flor Pedroso (RTP) no Parlamento. Caso Sextas às 9.
Sexta às 9. ERC diz que não houve “pressões políticas” e recomenda clarificar “linha hierárquica” na RTP