Esta semana, o Espalha-Factos destaca a estreia de Coco, a mais recente produção da pareceria Disney Pixar. O filme é uma ideia original de Lee Unkrich, que também é realizador.

LÊ TAMBÉM: COCO, A NOVA ANIMAÇÃO DA DISNEY, JÁ TEM TRAILER

Baseado nas festividades mexicanas do Día de los Muertos (Dia dos Mortos), Coco conta a história de Miguel Riviera, um rapaz de doze anos que mora numa vila mexicana fictícia, Santa Cecilia. Miguel aspira a vir a ser um famoso cantor, como o seu ídolo Ernesto de la Cruz: um popular cantor e ator que morreu durante um concerto. Porém, a música é proibida há várias gerações Riviera, após o tetra-avô de Miguel ter abandonado a família para seguir uma carreira musical.

No Día de los Muertos, Miguel acidentalmente encontra uma fotografia na qual o seu tetra-avô tem uma guitarra parecida com a de De la Cruz. Este acontecimento desencadeia vários eventos que levam Miguel à Terra dos Mortos e a uma inesperada reunião familiar.

A produção de Coco iniciou-se em 2016. A história foi desenvolvida por uma equipa constituída pelo próprio Unkrich e os argumentistas Adrian Molina e Mathew Aldrich. Alguns membros da produção passaram até alguns dias no México, para se inspirarem. Por exemplo, optaram por usar apenas malmequeres na vegetação da Terra dos Mortos, pois é uma planta típica desta festividade.

Uma história para viajar pelo México

Numa entrevista, Unkrich explicou que a ideia inicial era simplesmente fazer um filme sobre a festividade. A partir daí, o enredo deu algumas reviravoltas. “Como eu sabia que grande parte da audiência não iria saber o que é o Día de los Muertos, a ideia inicial era contar a história de alguém que não fosse do México a viajar pelo México“, explica.

“No entanto, apercebemo-nos a certa altura que estávamos a construir uma história contrária ao que o Día de los Muertos é. Estávamos a fazer uma história sobre alguém a lidar com o luto e aprender a dizer adeus, quando o Día de los Muertos é sobre nunca dizermos adeus”, acrescenta o realizador.

Coco é já a décima-primeira colaboração de Unkrich com a Pixar, tendo-se estreado em 1995 com Toy Story. Unkrich trabalhou a em todos os filmes da série e em outros como Monstros e Companhia, À Procura de Nemo, Carros e Ratatui. Outro nome “da casa” é Michael Giacchino, responsável pela banda-sonora. Giacchino também compôs para filmes como Zootrópolis, Os Incríveis, e Up: Altamente. Este último valeu-lhe o prémio da Academia para Melhor Banda Sonora Original.

O filme estreou no México durante o fim-de-semana do Día de los Muertos, mas a estreia mundial, na qual se incluem os cinemas portugueses, está marcada para esta quinta-feira. Consulta aqui os horários disponíveis.