coco

Coco: Uma viagem à Terra dos Mortos

Esta semana, o Espalha-Factos destaca a estreia de Coco, a mais recente produção da pareceria Disney Pixar. O filme é uma ideia original de Lee Unkrich, que também é realizador.

LÊ TAMBÉM: COCO, A NOVA ANIMAÇÃO DA DISNEY, JÁ TEM TRAILER

Baseado nas festividades mexicanas do Día de los Muertos (Dia dos Mortos), Coco conta a história de Miguel Riviera, um rapaz de doze anos que mora numa vila mexicana fictícia, Santa Cecilia. Miguel aspira a vir a ser um famoso cantor, como o seu ídolo Ernesto de la Cruz: um popular cantor e ator que morreu durante um concerto. Porém, a música é proibida há várias gerações Riviera, após o tetra-avô de Miguel ter abandonado a família para seguir uma carreira musical.

No Día de los Muertos, Miguel acidentalmente encontra uma fotografia na qual o seu tetra-avô tem uma guitarra parecida com a de De la Cruz. Este acontecimento desencadeia vários eventos que levam Miguel à Terra dos Mortos e a uma inesperada reunião familiar.

A produção de Coco iniciou-se em 2016. A história foi desenvolvida por uma equipa constituída pelo próprio Unkrich e os argumentistas Adrian Molina e Mathew Aldrich. Alguns membros da produção passaram até alguns dias no México, para se inspirarem. Por exemplo, optaram por usar apenas malmequeres na vegetação da Terra dos Mortos, pois é uma planta típica desta festividade.

Uma história para viajar pelo México

Numa entrevista, Unkrich explicou que a ideia inicial era simplesmente fazer um filme sobre a festividade. A partir daí, o enredo deu algumas reviravoltas. “Como eu sabia que grande parte da audiência não iria saber o que é o Día de los Muertos, a ideia inicial era contar a história de alguém que não fosse do México a viajar pelo México“, explica.

“No entanto, apercebemo-nos a certa altura que estávamos a construir uma história contrária ao que o Día de los Muertos é. Estávamos a fazer uma história sobre alguém a lidar com o luto e aprender a dizer adeus, quando o Día de los Muertos é sobre nunca dizermos adeus”, acrescenta o realizador.

Coco é já a décima-primeira colaboração de Unkrich com a Pixar, tendo-se estreado em 1995 com Toy Story. Unkrich trabalhou a em todos os filmes da série e em outros como Monstros e Companhia, À Procura de Nemo, Carros e Ratatui. Outro nome “da casa” é Michael Giacchino, responsável pela banda-sonora. Giacchino também compôs para filmes como Zootrópolis, Os Incríveis, e Up: Altamente. Este último valeu-lhe o prémio da Academia para Melhor Banda Sonora Original.

O filme estreou no México durante o fim-de-semana do Día de los Muertos, mas a estreia mundial, na qual se incluem os cinemas portugueses, está marcada para esta quinta-feira. Consulta aqui os horários disponíveis.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
breaking bad Better Call Saul
‘Better Call Saul’ poderá trazer de volta os protagonistas de ‘Breaking Bad’