Ellen Page publicou um post no Facebook onde acusa o produtor e realizador Brett Ratner de um “comportamento homofóbico e abusivo“. A publicação relata um episódio em que Ratner encorajou uma mulher a ter relações sexuais com Page para que esta descobrisse a sua homossexualidade.

“You should fuck her to make her realize she’s gay.”

A situação terá ocorrido antes do início das filmagens de X-Men: O Confronto Final (2005), onde Page interpreta a mutante Kitty Pride. Na altura, a protagonista de Juno tinha apenas 18 anos e ainda não tinha assumido a sua orientação sexual – nem para o público, nem para si mesma.

Senti-me violada quando isto aconteceu. Olhei para os meus pés, não disse uma palavra e vi como ninguém disse nada também”, desabafa a atriz. Page revela ainda que depois do sucedido, durante as filmagens, observou várias situações em que o realizador dizia “coisas degradantes às mulheres“.

A atriz da série True Blood e colega de Page em X-Men, Anna Paquin, já veio dar o seu testemunho e confirmar as alegações. A atriz tweetou o post de Ellen Page, acrescentando: “Eu estava lá quando esse comentário foi feito. Estou contigo“.

Na publicação, Page fala ainda sobre os escândalos sexuais em Hollywood e revela outros momentos conturbados da sua carreira, nomeadamente quando trabalhou com Woody Allen no filme To Rome with Love (2012). A atriz descreve a sua experiência com o realizador como “o maior arrependimento da sua carreira“. Page faz ainda referência a outros nomes envoltos em polémicas sexuais como Bill CosbyRoman PolanskiHarvey Weinstein.

Brett Ratner tinha sido recentemente acusado de assédio e abuso sexual por seis mulheres. As palavras de Ellen Page espalham-se agora pela internet e avizinha-se uma nova polémica… Quando é que o rol acaba?