Lisboa Dance Festival já tem datas, novo espaço e primeiros nomes internacionais

Lisboa Dance Festival regressa à cidade nos dias 9 e 10 de março de 2018, mas desta vez num novo local. A terceira edição do festival de música urbana já conta com cinco confirmações internacionais.

O espaço

Depois de duas edições de sucesso no Lx Factory, onde o festival tem demonstrado uma visão vanguardista e ditado tendências, a sua terceira edição vai ter lugar num dos espaços mais efervescentes de Lisboa, o Hub Criativo do Beato.

O Hub Criativo do Beato era um antigo complexo fabril, situado na parte oriental de Lisboa. Durante a Guerra Colonial foi utilizado como centro de produção e armazenamento de bens alimentares para as Forças Armadas, atualmente propõe ser um dos maiores pólos de empreendedorismo e inovação na Europa.

Um ecossistema tecnológico-criativo com serviços diferenciados que vão desde a área do empreendedorismo (incubadoras, aceleradoras, coworks e investidores) às indústrias criativas (cinema, audiovisual e multimédia, publicidade e marketing digital, música, moda, arquitetura, design e arte urbana), não deixando de parte centros de investigação, de desenvolvimento e de competências.

O festival de música urbana pretende criar diferentes ambientes para receber os novos artistas, sempre tendo em mente a máxima do festival: um olhar 360º sobre a música electrónica.

Artistas confirmados

O cartaz do festival já conta com os artistas internacionais NAO, Nosaj Thing, Joe Goddard, Midland e Saoirse. Sabe mais sobre eles abaixo.

A britânica NAO revela inspiração em vários géneros musicais, todos eles enraizados com a dança. Vem a Portugal apresentar o projeto que tem estado a desenvolver e que, muito recentemente, desvendou através do primeiro single: Nostalgia. Da electrónica ao R&B, passando pelo funk, com um espantoso bom gosto e vibe.

 

É precisamente a vibe que distingue Nosaj Thing. Norte-americano de ascendência coreana, o produtor que já trabalhou com Kendrick Lamar, Chance the Rapper e Kid Cudi, apresenta-se agora em Lisboa com um espectáculo concetual que espelha o requinte do seu álbum Parallels. “Uum exercício de exploração e de procura de outros universos”, da electrónica, passando pela ambient music e hip hop”, uma relação total entre alma e máquina.

Joe Goddard também tem um currículo invejável de colaborações. O músico dos Hot Chip e 2 Bears já remisturou Kraftwerk, New Order, Disclosure, Dirty ProjectorsThe Chemical Brothers.

Já produziu também para Franz Ferdinand e Bernard Sumner, e recentemente esteve em tour com os LCD Soundsystem. Vem agora a Lisboa apresentar Electric Lines, o seu novo álbum, que representa um retrato panorâmico da sua carreira musical. Passando pelo house, techno e disco, até ao UK garage, R&Belectro-pop.

 

Midland é um DJ de house sempre em constantes aproximações ao funk e ao techno. Recentemente editou o clássico FabricLive94, que apresentando no reaberto Fabric London, casa-mãe que mais inspira a música electrónica na Europa.

 

Com a irlandesa Saoirse podemos ouvir um pouco de dub, ambient, house, jazz, electro, garage, techno e ainda algumas surpresas. Atualmente radicada em Londres e dona de uma extensa e diversificada discografia em vinil, a sua progressão musical foi recentemente premiada com um RA mix of the day.

Bilhetes

Os bilhetes já se encontram à venda nos locais habituais. Neste momento existe um passe early bird (edição limitada) que custa 20€ e dá acesso aos dois dias de festival. Posteriormente, o preço dos passes gerais vai variar entre 30€, 40€, 45€ e 50€ até ao evento. Os bilhetes diários têm o preço único de 30€ e também já se encontram disponíveis.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Big Brother 2020
Casa do ‘Big Brother 2020’ vai receber dois ex-concorrentes