Num acordo que se espera que vulgarize qualquer série televisiva feita até hoje“, a Deadline anuncia que os representantes de J.R.R. Tolkien estão a negociar uma série baseada na saga O Senhor dos Anéis. A encomenda, disputada pela Amazon e pela Netflix, deverá chegar “com um grande preço colado“.

A jornalista Nellie Andreeva relata que o projeto chegou numa fase inicial a ser também cogitado pela HBO, mas os altos valores pedidos para a aquisição dos direitos – entre os 170 e os 215 milhões de euros – foram considerados ‘irrazoáveis’ pela cadeia televisiva.

A Amazon e a Netflix continuam, no entanto, na corrida, apesar destes montantes não incluírem quaisquer custos relacionados com o desenvolvimento, elenco ou produção da série. Um pagamento que tem de ser feito à cabeça, ainda antes de existir um conceito ou qualquer perspetiva criativa para a possível série, que em situações normais terá um custo de produção anual acima dos 85 milhões de euros.

O facto de a Amazon não esconder que procura uma grande série de fantasia, algo como uma nova Guerra dos Tronos, está a contribuir para alimentar a ideia de que a empresa será a mais provável detentora dos direitos da futura série. O presidente da Amazon, Jeff Bezos, estará diretamente envolvido nas negociações, depois de ter dispensado os gestores da divisão de entretenimento dos Amazon Studios.

Game of Thrones s07e03

Os valores em torno desta série de O Senhor dos Anéis pulverizam qualquer um dos investimentos feitos pela Amazon nos últimos anos. A série Crisis in Six Scenes, de Woody Allen, custou menos de 70 milhões de euros, a série The Romanoffs ficou-se pelos 60 milhões. A série de David O. Russell, produzida pela Weinstein Company, que a Amazon cancelou no mês passado, teria um custo inferior a 140 milhões de dólares por duas temporadas.

A produção deverá ser feita em parceria com a divisão de televisão da Warner Bros., cujos estúdios cinematográficos foram responsáveis pela produção da trilogia de filmes. Em conjunto, as três películas somaram mais de 2,5 mil milhões de euros em receitas de bilheteira mundiais. O Senhor dos Anéis foi também um sucesso junto da crítica, tendo recebido 17 Oscars.