As primeiras notas de zero euros chegaram a Portugal e são destinadas a colecionadores e turistas. O custo é de três euros e entrou este mês em circulação.

Confuso? A nota de zero euros é para colecionadores ou turistas e tem imagens típicas de Portugal, como a Nossa Senhora de Fátima ou o Castelo de São Jorge. Portugal entrou agora para o pequeno grupo de nações europeias a possuí-las.

Mas desengana-te: a nota de zero euros não serve como moeda de troca, é apenas para coleção ou lembrança. As notas são produzidas de forma idêntica às restantes notas verdadeiras que usamos diariamente: têm o mesmo selo holográfico, marcas de água, relevos, filamentos de segurança e número de série.

Serão vendidas junto ao Castelo de São Jorge e, segundo declarações à Lusa de Benjamin Busch, presidente executivo da empresa Euro Souvenir Portugal, vão ser imprimidas cerca de 10 mil notas, “metade das quais já foram reservadas por colecionadores”.

Fonte: Euro Souvenir Portugal

Após a venda das notas em que o Castelo de São Jorge aparece ilustrado, a empresa considera lançar uma nova edição em janeiro do próximo ano, onde se esperam vender 23 mil notas.

Perspetivas para a nota de zero euros

Há ainda a possibilidade de o Castelo de Guimarães vir a ser também ilustrado no futuro, assim como contactos com a Madeira que estarão já a ser feitos.

Durante o primeiro ano a Euro Souvenir Portugal espera ter a circular 100 mil exemplares de 10 notas diferentes. Ao fim dos primeiros três anos, esperam ter 500 mil exemplares com cerca de 50 notas diferentes sobre Portugal.

Benjamin Busch, empresário francês, professor de alemão e apaixonado pela filatelia – a arte de colecionar -, viu a oportunidade de desenvolvimento do país através da aposta no colecionismo.

A filetelia de notas é considerada um dos negócios com maior crescimento nas vendas de lembranças por turistas que visitam diversos países e tem vindo a atrair colecionadores.

A ideia surgiu em 2015 pela mão de Richard Faille, em França, e já consta em países como a Espanha, Alemanha, Bélgica, Suíça, Países Baixos e Áustria.

A circulação da nota de zero euros em Portugal foi autorizada pelo Banco Central Europeu (BCE) no início deste mês.

De acordo com a Euro Souvenir Portugal, já não podem ser feitas mais reservas deste tipo de notas.