Thor: Ragnarok, à terceira é de vez?

Chris Hemsworth regressa como Thor, o Deus do Trovão oriundo de Asgard, para o seu terceiro filme. Desta vez, o herói terá a companhia de Hulk, interpretado por Mark Ruffalo. O elenco é repleto de nomes sonantes, como Cate Blanchett e Jeff Golblum, e de regresso estão Tom Hiddleston, Idris Elba e Anthony Hopkins. No entanto, a melhor adição parece ser a de Taika Waititi na cadeira de realizador.

Depois do filme homónimo em 2011, realizado por Kenneth Branagh, e da sequela menos bem recebida, Thor está de volta. Desta vez, faz-se acompanhar por uma panóplia de diferentes personagens, reunindo amigos e inimigos dos filmes anteriores… e não só.

Neste novo filme, Asgard é invadida por Hela (Blanchett), a Deusa da Morte, que destrói o martelo de Thor e o exila. Hela decide criar uma enorme arena de gladiadores e colocar Thor a combater um amigo: Hulk (Ruffalo). Apenas assim Thor poderá regressar a Asgard e impedir Ragnarok – uma série de batalhas catastróficas que destruirão o reino.

Um toque diferente

Thor: Ragnarok é o 17.º filme do universo cinematográfico da Marvel. Com quase duas dezenas de filmes em carteira e vários já planeados, é importante que a Marvel valorize devidamente cada projeto. Não sendo este o primeiro filme do super herói nem um agregado de vários, projeta-se a necessidade de frescura.

E Thor: Ragnarok aparenta ter este fator em conta. A campanha promocional do filme enfatiza o humor, a originalidade e a diferença do franchising de Thor. Na Comic-Con de 2016, foram apresentadas duas curtas metragens em formato mockumentary. As curtas mostraram o que estiveram a fazer Thor e Bruce Banner durante os eventos de Captain America: Civil War, bem como o quotidiano de Thor com o seu novo roomate. Ambas demonstram um lado diferente de Thor, que promete ser explorado no novo filme.

Também nos posters promocionais, Thor: Ragnarok pretende demarcar-se. Enquanto os filmes anteriores apostavam num design mais minimalista e negro, os novos posters são autênticas explosões de cor, ostentando um design claramente distinto.

E depois há, claro, o trailer lançado ao som da vibrante Immigrant Song, dos Led Zeppelin. Desde o teaser de The Avengers, enquadrado pelos Nine Inch Nails, que não conhecíamos tamanho bom-gosto e entusiasmo na Marvel neste aspeto. O primeiro trailer de Thor: Ragnarok é esclarecedor na diferença que pretende marcar relativamente ao restante franchising. Em menos de um minuto, Asgard é arrasada, o martelo de Thor é destruído e o seu icónico cabelo cortado.

O salvador Waititi

Os méritos desta nova abordagem de Thor parecem ser de Taika Waititi. O realizador neozelandês é virtualmente um desconhecido para os fãs da Marvel. Mas Waititi merece toda a atenção, depois de ter realizado What We Do in the Shadows. A comédia de terror sobre um grupo de vampiros reuniu o aplauso de crítica e público. Aliás, este projeto terá sido crucial para que fosse escolhido para realizar Thor: Ragnarok. Sobre o seu envolvimento no projeto, Waititi disse sentir-se como um convidado na Marvel “mas com a liberdade criativa para fazer o que quiser.”

E parece ter resultado, com as primeiras reações ao filme a destacarem o apurado sentido de humor e a influência de Taika. O Indiewire aplaude-o como “o salvador do franchising Thor (…) o realizador indie fez finalmente o filme que todos os fãs da série querem ver desde a estreia do personagem em 2011.”

Importa destacar ainda a presença dos novos membros do elenco: a duas vezes vencedora de um Oscar Cate Blanchett dispensa apresentações; Jeff Goldblum continua a experimentar um renascer da sua carreira a nível de mediatismo, depois de Independence Day: Ressurgence; Karl Urban junta-se novamente a um franchising de sucesso após Star Trek e Lord of The Rings; e, por fim, Teesa Thompson, que após ter ganho destaque série Westworld tem aqui nova oportunidade para brilhar.

Thor: Ragnarock tem estreia marcada para 26 de outubro e reúne as maiores expetativas.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Em Família Manuel Luís Goucha Cristina Ferreira
Cristina e Goucha batem cinema da SIC e TVI lidera o dia