The Flame, último livro de poesias de Leonard Cohen, vai ser publicado pela família do artista, em outubro de 2018.

The Flame inclui os poemas inéditos do artista, prosas, ilustrações e letras para as músicas dos seus três últimos álbuns.

O livro tem editores nos Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha.

Os últimos poemas de Leonard Cohen foram completados alguns dias antes da morte do músico lendário e revelam a intensidade do seu interior.

Robert Kory, o último agente do músico, salientou, num comunicado enviado ao Diário de Notícias, que «durante os últimos meses de sua vida, Leonard concentrou-se particularmente em terminar este livro, composto principalmente pelos seus poemas inéditos e seleções de suas anotações».

No próximo dia 6 de novembro, Cohen será homeageado num concerto na sua cidade natal, Montreal, no qual vão atuar músicos como Elvis Costello ou Sting, e que contará com a presença do primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau.

Leonard Cohen: o poeta e músico

Nasceu a 21 de Setembro de 1934, em Westmount, Canadá.

Aprendeu a tocar guitarra flamenca e formou um grupo chamado Buckskin Boys, de música country. Aos 17 anos, escreveu os seus primeiros poemas, inspirado por autores como Federico García Lorca. Por essa altura, entrou na Universidade McGill, em Montreal.

A sua vida artística iniciou-se na literatura com a publicação de cinco livros, que transitam entre romances e poesias sobre o amor e a natureza do divino.

Durante mais de 40 anos de carreira, lançou 14 discos. Foi responsável pela icónica música Hallelujah e lançou, em outubro de 2016, o seu último álbum, You want it darker, refletindo sobre a existência humana.

As reflexões românticas com temas espirituais e existenciais marcam a carreira artística do cantor, compositor e poeta canadense.

Morreu no dia 7 de novembro do ano passado, aos 82 anos.

LÊ TAMBÉM: LEONARD COHEN, O POETA MORREU AOS 82 ANOS

O livro póstumo de Leonard Cohen revela o íntimo do artista e estará à venda em outubro de 2018.