Foto: SIC/Divulgação

‘Vale Tudo’ ameaça ‘The Voice’ mas estreia em terceiro

A estreia da terceira temporada de Vale Tudo deu luta ao talent show da RTP1, mas ficou longe de Apanha se Puderes. Com 9,7% de audiência e 20,6% de share, o regresso de Vale Tudo foi visto por uma média de 936 mil espectadores.

Apanha se Puderes acabou mais cedo, às 22h39, e foi líder com 12,1% / 24,8%. Com 1 milhão e 171 mil espectadores, esta foi mesmo a emissão mais vista de sempre do concurso de Cristina Ferreira.

Na RTP1, o The Voice Portugal prolongou-se até às 23h28 e registou uma média de 10,2% / 22,8%, o correspondente a 990 mil espectadores.

O programa de João Manzarra conseguiu manter-se à frente da RTP1 durante praticamente toda a primeira parte, mas perdeu público após o intervalo. Contra o diário de Biggest Deal (que se ficou pelos 4,9% / 12,6%) e a segunda parte de Vale Tudo, The Voice disparou e ficou isolado na liderança. Às 22h39 o talent show registava o melhor minuto do dia da RTP1: 12,3% de audiência e 29,3% de share.

Vale Tudo preferido pelos mais novos

Na análise à audiência de Vale Tudo salta à vista a diferença entre faixas etárias. Os mais jovens deram preferência ao programa de entretenimento da SIC, enquanto os mais velhos foram fiéis às ofertas da RTP1 e da TVI.

Foi entre os jovens dos 15 aos 24 anos que Vale Tudo registou o melhor share: 31,1%. Seguiram-se as faixas dos 25 aos 34 anos (26,2%) e dos 4 aos 14 anos (25,4%). Por outro lado, o público acima dos 75 anos (14,9% de share) e entre os 65 e os 74 (15,4%) deu preferência à concorrência.

No público comercial (classes A, B e C entre os 25 e os 54 anos), o mais procurado pelos anunciantes, Vale Tudo foi o programa mais visto do dia com 10,6% / 24,0%, deixando para trás The Voice Portugal (9,3% / 21,2%) e Apanha se Puderes (5,6% / 12,6%).

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
óscares
Óscares de 2021 em risco de adiamento