A Addition Elle, marca canadiana de roupa plus-size, apresentou a sua nova coleção na passada segunda feira (11) no palco da New York Fashion Week. O desfile, onde (além das peças) se destacaram os elementos que pisaram a passerelle, foi considerado por muitos um dos momentos mais marcantes daquela que é uma das mais importantes semanas da moda a nível mundial.

Passaram-se poucos dias desde que algumas das mais importantes marcas da indústria da moda tomaram uma séria decisão e decidiram recusar a presença de modelos de magreza extrema nos seus desfiles. Apesar disso, a decisão parece estar já a ter um grande impacto no setor.

Na NYFW, um evento do mundo da moda que, nos últimos anos, tem sido das iniciativas que mais incentiva a abertura do setor aos modelos plus-size, várias foram as apresentações que mostraram que o mundo da moda pode sim estar à beira de uma mudança radical.

No quinto dia da semana da moda de Nova Iorque modelos como Jordyn Woods e Sarah Chiwaya desfilaram e mostraram que a beleza não deve seguir normas e padrões estabelecidos no desfile da Addition Elle. A marca apresentou a coleção para a próxima estação quente onde, mais uma vez, todos os modelos são plus-size.

Uma das figuras de destaque da passerelle foi Ashley Graham, que foi por sua vez quem assinou a linha de lingerie apresentada na ultima parte do desfile. A modelo plus-size de 29 anos tem sido cada vez mais reconhecida quer pelo seu trabalho e evolução na indústria da moda quer pela luta ativa no que à quebra de estereótipos de beleza diz respeito.

Para a modelo americana a possibilidade de participação e enquadramento deste género de desfiles na NYFW é uma forma de exaltação dos direitos femininos e mais um passo cumprido numa luta pela quebra de estereótipos que continua ainda a ser travada. “Estou a travar a luta pelas mulheres que não querem ser colocadas de parte apenas devido ao tamanho das suas ancas.”

“Finalmente vemos mais corpos com curvas na Semana da Moda de Nova Iorque e prova-se que não há razão para as marcas de lingerie não apresentarem coleções que incluam este tipo de mulheres”. Apesar de considerar que estamos mais perto da mudança, Ashley afirma que o assunto “ainda não é levado tão a sério como deveria”.

“Ninguém quer ser o primeiro a ter de dar os grandes passos que conduzem à mudança, por isso estamos a fazer este caminho bastante devagar – mas pelo menos estamos a tentar. Fazer algo é melhor do que nada.”

A apresentação de Love & Legend, nome dado à coleção cápsula da Addition Elle marca também a entrada da firma no mercado norte-americano. “O desfile e loja pop-up são a oportunidade perfeita para expandir significativamente a nossa pegada no mercado dos EUA”, referiu Roslyn Griner, vice-presidente de marketing e apresentação visual da Addition Elle, ao site Markets Insider.

Lê também: VESTIDOS DE OSCAR DE LA RENTA SURPREENDEM NO NYFW

Podes ver a apresentação na semana da moda de Nova Iorque no vídeo abaixo.

https://www.youtube.com/watch?v=5IIF8-ycjXM

Addition Elle: pela democracia da moda

A Addition Elle foi criada com um propósito principal: com as suas criações, pretendia construir aquilo a que chama de “democracia da moda”, ideal que defende que o estilo não deve ser limitado pelo tamanho que se veste. Atualmente, a Addition Elle é líder no mercado canadiano de roupas plus-size, tendo uma experiência de mais de 30 anos na industria.

Com 95 postos de venda por todo o Canadá e com uma loja online, a marca tem apostado essencialmente em vestuário casual, desportivo e lingerie que é desenhado com o intuito de fazer com que qualquer mulher se sinta bem com o seu próprio corpo.