Quinta-feira é sinónimo de novas estreias nas salas de cinema portuguesas. Como tal, o Espalha-Factos preparou a primeira Estreia da Semana do mês de setembro, com destaque para o drama Una – Negra Sedução.

Una – Negra Sedução relata a história de um romance proibido entre Una (interpretada por Rooney Mara) e Ray (Ben Mendelsohn), ambos com uma larga diferença de idades. Já adulta, Una resolve visitar o homem do seu passado no local de trabalho do mesmo, na tentativa de obter as respostas para as perguntas que tanto a atormentaram ao longo da sua vida. Estão os dados lançados para um desenrolar nostálgico de memórias conjuntas e desejos proibidos, abraçando-se o taboo nesta claustrofóbica longa-metragem.

Lê também: Una – Negra Sedução: o perdão não mora aqui

Baseado na peça Blackbird de David Harrower, Una – Negra Sedução foi recebido com louvores pela crítica internacional, que elogiou o retrato audaz de uma relação abusiva e a qualidade das performances. Esta película possui um elenco sólido constituído por nomes como Riz Ahmed, Ruby Stokes, e Tara Fitzgerald, tendo sido corajosamente adaptada ao grande ecrã pelo realizador Benedict Andrews.

una - negra sedução

Benedict Andrews, David Harrower e Rooney Mara, respetivamente.

Muita da qualidade da longa-metragem é devida ao trabalho do diretor de fotografia Thimios Bakatakis, responsável por obras como A Lagosta e Canino. Recorrendo ao uso inteligente de planos bem definidos entre a dualidade de passado/sonho versus presente/realidade, o espetador é transportado para o romantismo proibido destas duas personagens.

Numa entrevista ao The Independent, Benedict Andrews refere que o seu maior problema na adaptação desta peça foi pôr em perspectiva a dicotomia do bem e do mal, referente à personagem de Mendelsohn. Mas, ao mesmo tempo que foi o seu maior desafio, foi também o seu maior prazer: aventurar-se no lugar incomum das consequências de uma relação catastrófica, mantendo o tema controverso da diferença de idades.