Foram apresentados novos detalhes acerca da adaptação para cinema do jogo Metal Gear Solid.

Jordan Vogt-Roberts, Kong: Ilha da Caveira, está ao leme do projecto com Jay Basu, Monsters Dark Continent, a escrever o guião. Foi o realizador que, em entrevista à Eurogamer, admitiu que “o filme não será uma adaptação de nenhum jogo em particular (…) Vamos juntar algumas histórias através de um artifício do qual não posso falar (…)” . O realizador disse ainda que “ (…) acho que estamos a ter uma atitude à Kojima na maneira como o construímos.”, numa alusão ao lendário criador da saga: Hideo Kojima. Numa outra entrevista com o site Den of Geek, o realizador declarou que “(…) o que estamos a tentar construir é o filme mais punk-rock, maluco, Kojima e rock-roll possível, em que o público fique incrédulo com o que estamos fazer!”

Vogt-Roberts é um fã da série que, 30 anos depois da sua estreia (Metal Gear foi lançado em 1987), tem mais de 20 jogos em múltiplas plataformas. Nas diferentes histórias narradas, seguimos, normalmente, Solid Snake ou Big Boss, em aventuras para encontrar um enorme tanque que lança misseis nucleares: o Metal Gear. Pelo meio divaga-se por inúmeros períodos temporais, encontram-se clones, vampiros, ninjas ciborgues, espiões e uma miríade de personagens e reviravoltas bizarras.

Tentando quebrar a onde de más críticas que filmes baseados em videojogos têm tido, Metal Gear Solid ainda não tem sinopse, data de estreia ou atores anunciados.