Quase 10 anos depois, o Festival Internacional de Blues de Coimbra está de volta à cidade. O Coimbra em Blues realiza-se nos dias 15 e 16 de setembro, no Convento de São Francisco. A programação é engendrada por Paulo Furtado, que conta com a produção da Trovas Soltas.

Coimbra é uma cidade encantadora onde se cruzam diversas culturas, pois para além dos turistas frequentes, recebe também jovens dos quatro cantos do mundo que ali aportam para estudar na universidade.

Esta diversidade cultural que caracteriza a cidade é a razão para o ressurgimento do Coimbra em Blues – um festival que ao longo da sua existência ganhou uma crescente projeção nacional e internacional, bem como um público fiel“, referem.

coimbra em bluesO regresso deste festival tem como objetivo colaborar na afirmação de Coimbra no panorama da cultura nacional e internacional, desfrutando do Convento de São Francisco enquanto estrutura cultural de excelência.

Lê também: Neste verão podes conhecer Coimbra através de visitas guiadas

Pretende conquistar o público com “uma programação que alcança toda uma nova geração de Bluesmen, que neste milénio, continuam a construir a história do Blues e a mostrar um leque de músicos representativo dos vários espectros e variações do Blues“.

coimbra em blues legendary tigermanO diretor artístico do Coimbra em Blues é Paulo Furtado, um dos artistas portugueses mais bem-sucedidos da última década, que se destacou com projetos como Tédio Boys, Wraygunn e claro, The Legendary Tigerman.

O seu fascínio pelos Blues inicia-se como para qualquer pessoa que gosta de música. Durante os primeiros 10 anos em que começa a ouvir este género musical, nunca pensou em tocar o género. “Foi no ano de 1997, por ocasião da primeira tournée com Tédio Boys nos Estados Unidos, onde a banda de Coimbra tocou com uma série de músicos que pegavam na influência do Blues e a misturavam com rock“, que este interesse despertou.

A partir desse momento “conheceu o meio e experimentou as afinações abertas em Blues que permitem tocar com slide. Esta mistura de Rock n’ Roll e Blues tornou-se numa das coisas fundamentais para este músico”, que a desenvolve e a traz para a sua realidade como ninguém hoje em dia”.

“O Blues vai existir sempre e vai existir sempre gente que está a senti-los e fazê-los. Isso nunca irá acabar.” – Paulo Furtado

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.