Se há coisas a que o Google Pixel nos habituou desde o seu lançamento foram a qualidade e nitidez inigualáveis das fotografias, graças à funcionalidade HDR+ desenvolvida pela marca exclusivamente para os seus equipamentos de gama alta. Agora, esta funcionalidade poderá ser alargada a outros equipamentos desde que os processadores sejam compatíveis.

O software em questão, que permite conseguir imagens em HDR+ (ou high-dynamic-range), funciona através da captação de múltiplas versões de uma imagem com o objetivo de as combinar numa única e só fotografia de alta qualidade. Ainda assim, esta funcionalidade não se encontra disponível para todos os equipamentos Android já que a Google optou por limitar o software aos seus Google Pixel e Google Pixel XL.

hdr+

Google Camera usada nos Pixel

Surgiu, contudo, através de um programador e developer ucraniano de nome B-S-G, na plataforma online 4PDA, uma versão modificada da aplicação da câmara utilizada no smartphone da Google, que opera camuflando o equipamento em que é utilizada, permitindo utilizar o smartphone com as funcionalidades de um Pixel. Esta nova aplicação só funcionará em equipamentos cujos processadores sejam o Qualcomm Snapdragon 820, 821, ou, por fim, o mais recente 835, presente nos Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus.

Utilizadores da plataforma XDA Developers, uma plataforma de desenvolvimento de software que conta já com mais de seis milhões de membros, analisaram o código da aplicação e concluíram não existir qualquer tipo de código malicioso que pudesse comprometer os utilizadores e os dispositivos que o executassem.

hdr+

Google Nexus 5 (Fotografia: Nexus Blog)

Desta forma, smartphones como o OnePlus 3, OnePlus 5 e os mais recentes Galaxy S8 poderão usufruir desta nova aplicação de modo a replicar o efeito que os Google Pixel conseguem obter na captação das suas imagens.

Ter fotografias mal tiradas ou com pouca qualidade são coisas do passado. Os telemóveis Nexus, da Google, em parceria com outras empresas como a Huawei ou LG, eram grandes telemóveis a nível de desempenho e estabilidade do sistema mas pecavam sempre na qualidade da câmara. A tendência com os Pixel foi reverter a situação e poder rivalizar com as gigantes Samsung e Apple.