Quatro episódios desta sétima temporada de Game of Thrones e não temos sequer um segundo para respirar. Todas as cenas são momentos pelos quais os fãs têm esperado há séculos e este episódio, como os anteriores, não desiludiu. The Spoils of War estreou no canal HBO no dia 6 de julho. Em Portugal, a série é exibida no SyFy às segundas-feiras.

Winterfell

Chegou o momento: Arya (Maisie Williams) põe os pés em Winterfell e reúne-se finalmente com Sansa (Sophie Turner) junto à campa do seu pai. As jovens riem e abraçam-se e falam um pouco sobre todas as aventuras que viveram até chegar ali.

Também Bran (Isaac Hampstead-Wright) teve direito ao seu reencontro com a irmã mais nova, oferecendo-lhe a adaga de aço valiriano que Littlefinger (Aidan Gillen) lhe tinha oferecido anteriormente. Como sempre, Bran continua a mostrar-se distante e ocupado a “ver tudo e todos”.Game of Thrones

Até Brienne (Gwendoline Christie) teve o seu momento junto de Arya, quando a mais nova lhe pede para treinar uma luta com ela. Embora Brienne seja das melhores guerreiras da série, Arya também já tem vindo a treinar com espadas desde a primeira temporada e as duas acabam por terminar num empate.

O regresso de Arya foi fenomenal em todos os aspetos. Embora Bran comece a ser uma pedra no sapato sem utilidade aparente, tudo o resto foi perfeito – sobretudo a química de Williams e Turner, que claramente se expande para além do ecrã. Agora só falta o irmão bastardo mais velho voltar e reunir-se com toda a família. E por falar nele…

Dragonstone

Jon (Kit Harington) e Daenerys (Emilia Clarke) visitam a famosa gruta repleta de vidro de dragão – aquela que, pelos vistos, está também preenchida com gravuras rupestres das Crianças da Floresta, que já na sua altura mostravam saber da existência dos White Walkers. O que faz com que Daenerys comece a acreditar em toda esta história.Game of Thrones

Theon (Alfie Allen) regressa à ilha com os restantes sobreviventes e Daenerys volta a ser confrontada com as más notícias: os Unsullied conquistaram Casterly Rock mas a sua frota foi completamente destruída. Para além disso, Highgarden foi também conquistada pelos Lannister.

A rainha dos dragões possuía, até há bem pouco tempo, alianças com os Tyrell, os Sand, os Greyjoy e a lealdade de milhares de Unsullied e Dothraki. Em apenas dois episódios, grande parte desse cenário foi pelo cano abaixo. Qual o próximo passo a ser tomado?

Roseroad

A armada dos Lannister encontra-se a caminho de casa, repleta de comida e ouro para pagar as dívidas ao Iron Bank em King’s Landing. Contudo, Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) e a restante tropa deparam-se com um ataque surpresa.Game of Thrones

Daenerys surge dos céus, montada em Drogon e acompanhada por milhares de Dothraki, pronta para se vingar pelas suas perdas. Entramos então numa sequência de batalha de quinze minutos absolutamente fenomenal, em que os Lannister são facilmente derrubados pelos Dothraki e incinerados pelo dragão.

Bronn (Jerome Flynn) consegue aceder à arma contra dragões que Qyburn fabricou e chega até a ferir Drogon gravemente, obrigando-o a pousar. Jaime tenta ripostar mas o dragão defende Daenerys e evita o pior. Bronn salva Jaime,  que acaba por cair ao rio e afundar-se com o peso da armadura, à medida que o episódio chega ao fim.

Inúmeros aplausos! Esta batalha foi não só inesperada, como absolutamente brilhante. As famílias rivais – Targaryen e Lannister – têm jogado com ataques surpresa e parece que nenhuma está propriamente em desvantagem. Um passo para a frente, dois para trás. Neste momento, resta-nos descobrir se Jaime sobreviveu à tragédia.

NOTA: 9/10