Recentemente surgiu a notícia de que o portal Wareztuga teria renascido das cinzas com um novo website, hospedado com outro domínio, mas com a mesma premissa de sempre: fazer chegar conteúdo pirata de forma totalmente gratuita às mãos de milhares de utilizadores. Mas de facto, o Wareztuga não voltou.

wareztuga

O “novo” Wareztuga falso

O “novo” Wareztuga não passa de uma simples cópia que nada deve ao projeto original. Em bom rigor, e assumindo que o design do site possa levar ao engano já que o layout da página é muito semelhante àquele que fora utilizado no projeto original, foi em forma de comunicado que os responsáveis pelo projeto original decidiram pronunciar-se acerca das mais recentes notícias que davam conta de um possível regresso.

 

“(…) é com alguma tristeza que temos observado a criação de vários sites utilizando os nossos layouts, alguns deles fazendo-se inclusive passar por nós, com nomes ou domínios idênticos.

Deste modo, queremos deixar bem claro que o wareztuga NUNCA mais voltará ao activo e que todos os sites que existem (…) não passam de cópias para se aproveitarem do bom nome do Wareztuga.”

Além disso, o novo site tem como único objetivo obter de forma rápida e fácil os dados pessoais dos utilizadores registados que, quando cruzados, permitem o acesso a inúmeras outras contas de utilizador em vários serviços e plataformas de redes sociais. É, assim, totalmente desaconselhada a criação de qualquer conta neste novo portal sob pena de colocares a tua segurança em risco.

“Aproveitamos ainda para informar (…) de que muitos dos sites com a palavra ‘wareztuga’ no seu domínio, têm apenas como objectivo roubar dados aos seus utilizadores ou lucrar à custa da credibilidade que o wareztuga construiu durante anos.

Temos inclusive informações de que o site que tem sido associado a nós pelos orgãos de comunicação social nos últimos dias, passa as passwords sem encriptação para o seu servidor e tem acesso a todas elas de forma explícita. O que facilmente lhes permitirá ter acesso a contas de e-mail, Facebook, etc. dos seus utilizadores.”

O verdadeiro Wareztuga, como hoje o conhecemos, chegou ao fim a 3 de julho de 2015 através de um comunicado oficial por parte da equipa responsável pela gestão e manutenção do espaço. O projeto começou como um pequeno espaço que promovia o debate de ideias em comunidade e a partilha de conteúdo audiovisual através de serviços de partilha como o Rapidshare e o Megaupload.

No entanto, seria a 1 de setembro de 2011 que o projeto viria a conhecer uma frenética adesão por parte de dos utilizadores com a revelação do Wareztuga.Tvum portal com milhares de filmes e séries devidamente legendados por uma vasta equipa de tradutores. A concorrência era, na altura,  inexistente ou muito fraca, o que catapultou o projeto para as luzes da ribalta e para o sucesso garantido.

wareztuga

O comunicado de encerramento do Wareztuga (Fotografia: iol)

A pressão por parte de inúmeras entidades nacionais e internacionais para que o Wareztuga fosse encerrado levou a vários constrangimentos e dificuldades técnicas traduzindo-se, muitas vezes, em encerramento dos servidores e à eliminação de conteúdo disponibilizado online. 

Ainda assim, o projeto manteve-se de pé e em crescimento contínuo até ao seu encerramento em julho de 2015. Quase três meses antes da chegada da Netflix, a famosa plataforma de vídeo em streaming, a solo nacional.

Aquando da publicação da notícia o site falso do Wareztuga encontrava-se indisponível.

Atualizada às 18h54, 26 de julho

Lê também: À procura de sites para ver filmes e séries? Damos-te 5 soluções