Paint, tal como hoje o conhecemos, tem os dias contados. Quem o diz é a própria Microsoft que, com a próxima atualização do Windows 10, irá descontinuar o famoso editor de imagem.

É já a partir deste outono que o Paint deixará de contar com novas atualizações de software e quiçá venha mesmo a ser removido da lista de utilitários incluídos em versões futuras do Windows. A alteração entrará em efeito no Windows 10 Creators Update, que ainda não tem a data exata de lançamento definida.

O Paint fez do Windows a sua casa desde novembro de 1985

O famoso editor de imagens fez do Windows a sua casa desde a versão 1.0 do sistema operativo, disponibilizada em novembro de 1985. Desde então, tem recebido inúmeras atualizações. Uma delas foi durante o tempo de vida do Windows 98, altura em que recebeu suporte para gravação de imagens no formato JPEG.

O Paint tornou-se emblemático muito por “culpa” da sua interface simplista e de um conjunto limitado de ferramentas que permitiu que os utilizadores tivessem um primeiro contacto com a criação e edição de imagens em meio digital.

Lembra: E se os logótipos de marcas famosas fossem feitos no Paint?

Ainda que a gigante tecnológica tenha classificado a aplicação como software descontinuado, a verdade é que não existe, para já, uma data definitiva para o seu desaparecimento completo. Contudo, esta decisão da Microsoft não é de todo surpreendente.

paint

Paint 3D em utilização (Fotografia: TechCruch)

Recordamos que foi ainda no início deste ano que uma nova versão do Paint, mais bonita e funcional, foi anunciada aos consumidores. Paint 3D é o nome da nova ferramenta e irá permitir, entre outros, a criação e consequente edição de conteúdo em três dimensões, mantendo a familiaridade, simplicidade e até mesmo algumas das funções da app antiga que marcou a geração de inúmeros utilizadores um pouco por todo o mundo.