Com o fim das atividades pré-festival, inicia-se em Madrid, no Centro Cultural Pilar Miro, a 21º edição do Festival de Cinema de Avanca. O arranque dá-se dia 26 deste mês, com uma cerimónia de abertura que será transmitida em direto via stream.

Nascido no ano de 1997, o Festival de Cinema de Avanca é um evento repleto de imagens, filmes, workshops, conferências, exposições, ideias e pessoas de todo o mundo.

Todos anos são apresentados mais de três mil filmes oriundos dos cinco continentes, em diversos formatos que mostram o reflexo das mais diversas culturas que refletem a produção mundial contemporânea do cinema e do audiovisual.

Nesta edição, será dado mais ênfase ao novo cinema português, sendo que pela primeira vez 5 filmes nacionais fazem parte da competição internacional. Para a Competição Avanca de filmes produzidos ou rodados na região foram escolhidos 12 filmes. Por sua vez, nas competições principais estão a concurso 10 filmes portugueses em estreia mundial, sendo dois deles longas-metragens.

Para além dos prémios habituais, o Festival de Cinema AVANCA irá atribuir um prémio para os realizadores com menos de 30 anos que tenham obra selecionada no festival, premiando ao mesmo tempo um cineasta com mais de 60 anos que igualmente veja o seu filme na competição oficial do festival.

Outra novidade prende-se com o Cinentertainment, que vai para a sexta edição. Destina-se a jovens entre os 6 e os 17 anos que pretendem experimentar as mais diversas áreas do cinema. Manuela Campagna, vencedora do prémio de Melhor Atriz no AVANCA 2016, será a orientadora deste espaço.

Para os mais velhos, vão ser realizados diversos workshops nos respetivos dias do festival. Nomeadamente, a oficina de Criação Fílmica, onde será proposto o desafio de filmar e produzir um filme nas ruas, nos campos e com as pessoas de Avanca e do qual o próprio festival se encarregará de distribuir por todo o mundo.

Estes projetos serão:

“Filmar Ficção ou Documentário”, um espaço para explorar ideias, preparar e até realizar um novo filme e conta como tutores Jessica Rodríguez (Cuba), Laurent Van Lancker (Bélgica), Chris Raiber (Áustria), Dalia Abuzeid (Jordânia) e Luís Margalhau (Portugal).

“Oficina de Guião”, onde se pretende desenvolver a escrita de um projeto audiovisual, contudo a participação neste workshop requer pré-requisitos, nomeadamente ter um argumento/sinopse de um projeto de curta ou longa, ficção ou documentário. Marcia Paraiso (Brasil) irá supervisionar este projeto.

“Técnicas de iluminação para cinematografia digital”, uma oficina voltada para fotógrafos, videastas, iluminadores e amantes da fotografia e cinema, com o intuito de instruir a prática de iluminação baseada em cenas da cinematografia clássica mundial com Ralf Tambke (Brasil) como tutor.

E, por fim, “Na trincheira do cinema de animação” que pretende levar os alunos a integrar uma equipa e desenvolver um novo projeto de cinema de animação. Os tutores deste projeto são Janice Nadeau (Canadá), Arly Jones (Espanha) e Sami Natsheh (Espanha).

A abertura do festival é marcada pela visualização do filme de Joaquim Pavão, “Antes que a Noite Venha”, realizado durante a edição do ano passado. Adaptado do livro original de Eduarda Dionísio conta com a participação de Isabel Fernandes Pinto, Rui Pena e Claudinei Garcia.

O 21º Festival Internacional de Cinema AVANCA 2017 é organizado pelo Cine-Clube de Avanca e pelo Município de Estarreja, com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, IPDJ, Região de Turismo do Centro, Junta de Avanca, DeCA / Universidade de Aveiro, Universidade de Coimbra, UTAD, ESAP, ESAD, Academia Portuguesa de Cinema, Agrupamento de Escolas e Paróquia de Avanca, para além de várias entidades locais.