É cedo para dizer se a crise de resultados da SIC nas noites de domingo terminou, mas Não há Crise! fez boa figura no regresso à grelha da estação de Carnaxide.

A nova temporada, apresentada por Diana Chaves e João Paulo Sousa, arrancou ontem com 9,7% de audiência média e 22,4% de share, o correspondente a cerca de 941 mil espectadores.

O programa de apanhados da SIC foi o terceiro mais visto do dia, atrás do líder Inspetor Max II (10,8% / 24,9%), que teve 1 milhão e 45 mil espectadores, e do Jornal das 8 (10,4% / 27,6%).

O confronto entre o Não há Crise! e Inspetor Max ocorreu durante 26 minutos, entre as 21h50 e as 22h16. Neste período houve um empate técnico, com a SIC a ter uma ligeiríssima vantagem: 10,3% / 23,5% contra 10,2% / 23,4% da estação de Queluz. Após o fim de Não há Crise!, a série da TVI alargou a vantagem sobre a SIC.

Na RTP1, a 2.ª eliminatória de 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias ocupou a maior parte do horário nobre e ficou isolada no terceiro lugar. A gala apresentada por Catarina Furtado e José Carlos Malato registou 4,6% / 11,5% e foi vista por 447 mil espectadores, menos 182 mil que na semana passada.

Espelho d’Água perde para Querido e bate mínimo

A aposta em Espelho d’Água para a segunda faixa do horário nobre não correu bem à estação de Carnaxide. A novela protagonizada por Mariana Pacheco fez 7,1% de audiência e registou um mínimo de share: 18,1%.

Espelho d’Água ficou sempre atrás da TVI, tendo perdido tanto para Inspetor Max como para Querido, Mudei a Casa. O programa de Gustavo Santos, antecipado para as 22h46, registou um novo máximo de audiência: 7,3 pontos, com um share de 19,7%.

No final do horário nobre, A Força do Querer conseguiu liderar frente ao Diário de Domingo de Love on Top 6, mas ambos com quotas de mercado reduzidas. A novela brasileira registou 4,1% / 15,9%, enquanto o reality show da TVI se ficou pelos 3,2% / 13,2%.

Outros destaques do dia
  • A transmissão da Volta a França na RTP1 bateu um novo máximo de audiência: 3,8% (364 mil espectadores), com um share de 12,5%. A parte inicial transmitida na RTP3 registou 1,0% / 3,2%.
  • Foi o pior dia do ano para a RTP Memória, que registou apenas 0,5% de share diário. A média anual do canal, que também é emitido na TDT, situa-se nos 1,0% de share.
Valores de audiências Total Dia (Live+VOSDAL), da responsabilidade da GfK/CAEM. RTP3 e RTP Memória são apresentadas com resultados totais (TDT+Cabo).