Wanderlust 108 é o nome do triatlo mindful que vai passar por Portugal a 8 de outubro de 2017. O Campus da Fundação EDP/MAAT, em Belém, vai receber uma corrida ou caminhada de 5km, uma sessão de yoga de 75 minutos ao som de um DJ e uma aula de 30 minutos de meditação.

Lisboa é uma das mais de 60 cidades selecionadas para fazer parte do tour internacional do evento. Este dia é “pensado para libertar o corpo e a mente” e promove a atividade física e o contacto com a natureza.

A música vai estar sempre presente, assim como atividades de hula hoop, yoga aéreo e acroyoga. O espaço também vai ter uma zona de restauração e um mercado de alimentação saudável e artesanato.

Este é o vídeo de apresentação do evento: 

Os bilhetes têm o custo de 20€ e já estão à venda aqui e nos restantes locais habituais.

O que é a Wanderlust?

A Wanderlust é produtora de eventos de lifestyle e foca-se no yoga, na música e no bem-estar. Pretende que cada um cultive o seu melhor “eu” e quer promover uma mudança social positiva, neste caso através de um evento dirigido a pessoas de todas as idades.

São seis os seus valores fundamentais: inclusão, ação local, sustentabilidade, promoção da comunidade, solidariedade e diversão. O número 108 tem um significado: o número um representa a união, o zero é a totalidade e o oito corresponde ao amor infinito.

“Estamos muito entusiasmados por trazer, para Lisboa, este grande evento internacional, o primeiro Triatlo Mindful do mundo e por poder proporcionar aos portugueses a sua primeira experiência Wanderlust. Esta é uma forma leve, inclusiva e divertida de conhecermos, e até de introduzirmos, o Mindfulness nas suas vidas. Temos a certeza que meditar ao ar livre, com milhares de pessoas, tendo o rio Tejo, o Museu da Eletricidade e o MATT como pano de fundo, será, certamente, uma experiência incrível, mesmo para quem nunca fez yoga ou meditação.”, afirmou Nuno da Silva Carvalho, CEO da SOMA, empresa responsável pela organização do evento Wanderlust em Portugal.

LÊ TAMBÉM: MAAT está na corrida para edifício do ano