Organizado pela Royal Academy of Dance (RAD), o concurso Genée International Ballet, uma das mais prestigiadas competições mundiais de dança, vai realizar-se pela primeira vez em Portugal, de 7 e 16 de setembro deste ano.

Lisboa foi a cidade escolhida para receber a 86.ª edição deste concurso que existe desde 1931. Todos os anos tem lugar num país diferente e é aberto a jovens bailarinos de todo o mundo que tenham aprendido dança segundo o modelo da RAD.

Concurso

Foto: página oficial Genée International Ballet no facebook

Uma das mais antigas e conhecidas organizações de formação de dança a nível mundial, fundada em 1920, a RAD é representada em Portugal desde 1980.

A competição

O Genée International Ballet começou em 1931 e tem uma frequência anual. A partir de 2002, passou a circular por outras cidades, além de Londres. Passou já por Sydney, Antuérpia, Glasgow e Cidade do Cabo, entre outras.

A RAD é uma organização internacional, com mais de 14 mil membros em todo o mundo. A competição é um reflexo disso mesmo, tendo já chegado a atrair mais de 14 nacionalidades diferentes entre os candidatos.

Luke Rittner, presidente executivo da organização, afirma que levar o concurso a diferentes locais garante que este permaneça internacional, fazendo-o chegar junto de mais jovens e futuros bailarinos.

O concurso tem como objetivo promover o ballet como forma de arte interessante e agradável, que possa ser apreciada por todos.

Valentino Zucchetti, vencedor da medalha de ouro Genée em Hong Kong, em 2006, será embaixador do evento, assim como a Brígida Pereira Neves. A bailarina portuguesa, que participou no concurso em 2003, em Birmingham, faz atualmente parte da companhia do Tiroler Landestheater, na Áustria.

Inscrições

As inscrições para o Genée International Ballet decorrem online, no endereço www.rad.org.uk/genee2017, entre os dias 1 e 31 de julho.

Para concorrer, os jovens bailarinos devem ter entre 15 e 19 anos, passado nos exames de dança e estudado segundo o método da RAD.

Os bailarinos selecionados vão participar em sessões de treino, de 8 a 12 de setembro, nos estúdios da Companhia Nacional de Bailado. Estas decorrerão com profissionais da área e com elementos do júri. Entre eles a antiga diretora do Royal Ballet, Monica Mason, e o diretor do Scotosih Ballet, Christopher Hampson.

Os concorrentes vão também trabalhar com o dançarino, professor e coreógrafo César Augusto Moniz, numa peça original, que será apresentada na final do concurso. Além disto, irão trabalhar e aprender um solo original de estilo mais contemporâneo com um coreógrafo local, colocando todos ao mesmo nível.

Onde podes ver

As meias-finais serão no Teatro Tivoli, nos dias 13 e 14 de setembro. A final será no Teatro Camões, a 16 de setembro.

Todas as sessões são públicas e acesso é feito através da aquisição de bilhetes. Mais informações aqui.