O Curtas Vila do Conde irá regressar entre os dias 8 e 16 de julho para a sua 25.ª edição.

O filme que irá abrir o festival é O Outro Lado da Esperança, a obra mais recente de Aki Kaurismäki. Esta sessão está integrada na secção Da Curta à Longa, cujo objetivo é o de acompanhar a carreira de cineastas que já passaram previamente pelo festival. Outros filmes que irão passar nesta secção são Certain Women de Kelly ReichardtMariphasa de Sandro Aguiar e 24 Frames de Abbas Kiarostami.

Em Competição Nacional são destacadas as obras de cineastas portuguesas, sendo que alguns já estiveram no festival em anos anteriores. A seleção inclui um total de 16 obras, estando incluídas Água Mole de Laura Gonçalves e Xá, Altas Cidades de Ossadas,de João Salaviza, Cedrim de Diogo ValeOù En Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues? de João Pedro Rodrigues, e Verão Saturno de Mónica Lima.

A Competição Internacional pretende dar a conhecer algumas das melhores obras modernas. Na secção estão incluídos alguns nomes já consagrados, como o de Jia Zhangke, Ben Rivers e Yann Gonzalez, ao mesmo tempo de realizadores em ascensão, como Laura Ferrés, Jonathas de Andrade e Toru Takano.

O festival será ainda constituído pela Competição Experimental, pela Competição de Vídeos Musicais, pela Take One! (que pretende dar a conhecer talentos saídos de escolas de cinema) e pela Competição Curtinhas (uma secção dedicada às crianças).

A programação pode ser consultada na sua totalidade aqui.