Jim Gianopulos, o novo presidente da Paramount Pictures, confirmou que David Fincher vai mesmo realizar World War Z 2, após rumores da existência de negociações terem ecoado pelas redes sociais em abril.

No decorrer de uma entrevista com o The Hollywood Reporter, a primeira desde que tomou o cargo em abril, Gianopulos revelou, sem adiantar mais detalhes, que a sequela de WWZ: Guerra Mundial (2013) estava em “desenvolvimento profundo” e que voltará a contar com Brad Pitt como o protagonista Gerry Lane.

É o primeiro filme de Fincher desde o sucesso crítico e comercial Em Parte Incerta, em 2014. Na sua pausa do cinema, o realizador trabalhou no pequeno ecrã, tendo realizado três episódios da série Mindhunter (da Netflix, a estrear a 13 de outubro), na qual também é produtor executivo, juntamente com Charlize Theron. Depois de Seven – Sete Pecados Mortais (1995), Clube de Combate (1999) e O Estranho Caso de Benjamin Button (2008), World War Z 2 vai marcar também a quarta colaboração entre Fincher e Pitt.

Problemas na produção

World War Z 2 é um projeto que tem tido dificuldade em entrar em produção. Em fevereiro, a Paramount adiou-o indefinidamente, sendo que inicialmente estava previsto estrear neste mês de junho. O envolvimento de Fincher remonta a agosto do ano passado, quando foi avançado pela Variety que Pitt, produtor do então futuro filme, estaria a incentivar o realizador. Passada a hesitação, foi noticiado em abril deste ano que o estúdio e Fincher estariam perto de finalizar o contrato, o que foi agora confirmado.

WWZ: Guerra Mundial, realizado por Marc Forster, passou também por atrasos e dificuldades de produção, antes de estrear em junho de 2013 e de arrecadar 540 milhões de dólares nas bilheteiras internacionais, tornando-se um dos maiores sucessos de bilheteira do ano.