Faltam apenas dois episódios para o final de Pretty Little Liars e posso finalmente dizer que, esta semana, fomos prendados com um episódio de jeito. Muito romance, muita tensão e vários pormenores que nos deixaram ansiosos para o próximo episódio. Choose or Lose estreou no canal Freeform no dia 13 de junho.

Começamos logo em alta velocidade: o detetive Furey (Nicholas Gonzalez) decide demitir-se do caso acerca do homicídio de Dunhill (Huw Collins) e quem o substituiu é a detetive Tanner (Roma Maffia). É verdade, uma das personagens mais detestáveis da série está de volta. Apertem os cintos.

As casas de todas as protagonistas são então invadidas e os seus objetos são apreendidos, visto que são agora oficialmente suspeitas de homicídio. Como se tal não bastasse, A.D. dá instruções de que uma delas se deve render à polícia dentro de 48 horas ou, caso contrário, todas elas irão parar atrás das grades.

Mas esperem, o drama ainda não acabou: Mona (Janel Parrish) decide entrar entrar em cena e revelar ao grupo as suas provas de que Aria (Lucy Hale) tem estado a trabalhar para A.D.: a destruição do quarto do bebé, a cassete em casa de Spencer (Troian Bellisario)… tudo parece estar a fazer sentido, infelizmente.

As raparigas decidem então confrontar Aria e esta admite a verdade: há uns anos atrás, após ter descoberto que Ezra (Ian Harding) lhe havia mentido acerca das suas verdadeiras intenções, ela escreveu uma queixa à polícia contra ele mas nunca a entregou. A.D. está em posse de tal documento, daí ela estar a trabalhar para o inimigo.

Antes que este assunto possa ficar resolvido, a verdade é que as protagonistas têm apenas 24 horas antes que o antagonista as possa denunciar. Como tal, cada uma delas decide aproveitar o tempo que lhes resta com os respetivos parceiros. E eis que surgem algumas surpresas.

Emily (Shay Mitchell) e Alison (Sasha Pieterse) decidem fazer um piquenique no meio da floresta e acabam por fazer amor na natureza. Super romântico. Aria e Ezra pedem desculpas um ao outro por todos os erros e suspeitas que alguma vez cometeram e acabam também por partilhar uma noite íntima.

Spencer decide visitar Toby (Keegan Allen), que parece estar mais composto após a morte da sua noiva e deixou até crescer a barba. A dupla acaba também por se envolver na cama mas o pormenor que salta à vista nesta cena é a atitude de Spencer: demasiado descontraída e impulsiva. Estarão de volta os rumores de que esta é, na verdade, a sua gémea, da mesma forma que achámos na cena do aeroporto há duas ou três semanas atrás?

O grande momento, contudo, vai para Hanna (Ashley Benson) e Caleb (Tyler Blackburn). Decidindo não desperdiçar mais tempo e como forma de se protegerem mutuamente em tribunal, o casal decide trocar alianças e oficializar o casamento no registo. Tenho a dizer que eles mereciam uma cerimónia mais bonita mas, ainda assim, não deixou de ser um momento bonito, que certamente fez as delícias de muitos fãs.

A contagem decrescente chega ao fim e Spencer decide destruir o telemóvel através do qual A.D. tem comunicado com as raparigas. Também Aria tenta quebrar o seu vínculo mas eis que A.D. decide plantar o cadáver de Dunhill na bagageira do seu carro. E é nesse preciso momento que a polícia aparece.

No final, Caleb e Ezra decidem seguir o sinal que o dito telemóvel havia enviado e acabam por ir parar a casa de Mona, que revela estar agora em posse do jogo de tabuleiro. Qual é o envolvimento dela em toda esta situação? O que acontecerá a Aria de agora em diante? Um episódio com tanta coisa a acontecer não podia abdicar de alguns mistérios pendentes. E temos apenas duas semanas para os resolver.

NOTA: 8/10