Na passada quinta-feira, uma fugitiva foi encontrada e presa num parque de diversões da Pensilvânia. A mulher, procurada pelas autoridades norte-americanas, denunciou a sua localização depois de publicar no Snapchat fotografias suas e do seu filho.

Kimberly Dolan tem 19 anos e, segundo o xerife William Mullen de Allegheny County, na Pensilvânia, foi presa por tentativa de homicídio e violação das suas obrigações.

Os agentes, que viram a atualização no Snapchat de Dolan contactaram a polícia, que se encontrava estacionada no parque. Segundo o xerife Mullen, Kimberly foi presa sem incidentes no parque de diversões Kennywood, em West Mifflin.

Kimberly Dolan; Snapchat

Kimberly Dolan, fotografia: PEOPLE

O que o Snapchat não nos diz

Em janeiro de 2016, Kimberly Dolan foi acusada de tentativa de homicídio. Supostamente, terá atacado uma mulher e atropelado uma segunda com o seu veículo, num posto de gasolina na Pensilvânia. De acordo com o xerife Mullen, Dolan terá logo confessado o ato à polícia.

A 7 de maio, Kimberly foi acusada de assalto agravado, assédio e conduta desordeira. As acusações foram feitas depois de a polícia ter alegado que Dolan atacou uma mulher que trocou informações sobre seguros com o avô da jovem. Kimberly atacou-a várias vezes e a vítima sofreu um nariz partido e outras escoriações faciais.

O xerife Mullen explicou à revista People que as autoridades estavam a procurar Kimberly Dolan desde que um mandato de prisão foi emitido a 25 de maio. No momento, Dolan está a ser mantida na prisão do condado de Allegheny e espera-se que a acusação seja lida esta semana. A acusada não apresentou contestação e as informações sobre o seu advogado ainda não estão disponíveis.