Engraxat: o negócio que pode dar uma nova vida às sapatilhas

Engraxat Premium ShoesCare é um modelo de negócio inovador, que foi pensado por Alexandre Marques. Através do preenchimento de um formulário online, os interessados apenas têm de deixar os ténis num dos cinco pontos de recolha em Vila Nova de Famalicão (terra natal do jovem empreendedor) e recolhê-los mais tarde, já limpos.

O Espalha-Factos teve a possibilidade de conversar com este novo empreendedor, criador da Engraxat.

Espalha Factos: Em que consiste a Engraxat? Como funciona? O que a diferencia dos restantes negócios da área?

Alexandre Marques: A Engraxat | Premium Shoes Care assenta num conceito inovador em Portugal: cuida e limpa a sapatilha como em tempos o engraxador cuidava e limpava o sapato. É um projeto que valoriza uma profissão nobre mas que foi perdendo importância ao longo do tempo. “Dá uma nova vida às tuas sapatilhas” é uma das nossas principais mensagens.

De momento não possuímos loja física, optámos pela alternativa de ter parcerias. Assim a partilha de conhecimentos é muito maior enquanto que os gastos são muito menores. Temos 5 parcerias em Vila Nova de Famalicão, uma loja de desporto a 40sete60, uma loja-café – Rés-Do-Chão, a barbearia Pluma Barber Shop, a escola de danças urbanas – Groove Spot e a loja de Roupa Drope.

Relativamente ao preço do nosso serviço, temos 2 tipos de limpeza: a Clássica (exterior): 6,99 e a Profunda (exterior, interior): 8,99€.

“Foram as dúvidas dos consumidores relativamente à limpeza do calçado que me deram a ideia de iniciar este negócio”

EF: O que fazias antes de criar a Engraxat?

AM: Como sou assistente de loja na área do calçado à 4 anos, fui percebendo que as dúvidas dos clientes com quem ia lidando iam principalmente de encontro ao tema da limpeza e tratamento das sapatilhas que compravam. Perguntavam-me muitas vezes como deviam limpar as sapatilhas (peles, camurças, redes, solas, etc) e que produtos utilizar.

Fui-me apercebendo dessa lacuna no mercado e constatei que em Portugal não existia nenhuma empresa que prestasse esse serviço. O meu avô era engraxador então pensei “Porque não aliar uma ideia à outra?” A ligação entre o antigo e o moderno, o velho e o novo, foram inspiração que veio por parte do meu avô.

Com esta ideia em mente, em setembro de 2016 resolvi arriscar.

EF: Já tinhas tido alguma formação na limpeza/engraxamento de calçado? Se não, onde e como aprendeste?

AM: Não, nunca tive formações acerca de limpeza de sapatilhas. Nestes anos todos diariamente lido com sapatilhas e fui  me apercebendo da necessidade de cada material/sapatilha, depois fui fazendo experiências em algumas das minhas sapatilhas e resultou.

“Arranjem alguém em quem confiem e que vista a camisola do vosso projeto”

EF: Foi fácil a criação da Engraxat? Quais foram as principais dificuldades? Contaste com algum tipo de apoio/investimento?

AM: Quando me surgiu a ideia de avançar com este projeto pensei logo em recorrer à iniciativa Famalicão Made In, o Apoio ao Empreendedor da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. Apresentei a minha ideia e desde logo acharam uma ideia fabulosa e que poderia ter muito sucesso. Delineámos uma estratégia a seguir assim como um plano de negócios.

Por minha opção investi 1200 euros de capital próprio na criação da marca, e atualmente estou na fase de criação e desenvolvimento da empresa. Quanto à imagem da Engraxat, toda ela tem sido desenvolvida pela marca Ephalump Creative Packaging Design, um novo modelo de negócio, também apoiado pela Famalicão Made In. Esta é a empresa da minha namorada, que foi uma grande ajuda em todo processo. Financeiramente tornou o meu investimento inicial muito mais baixo, criou o logótipo, o cartão de visita, os flyers, tratou de todo o web design e redes sociais… sucintamente, toda a imagem da Engraxat foi trabalhada com ela…

Aqui fica uma dica: arranjem alguém em quem confiem e que vista a camisola do vosso projeto.

Outra grande ajuda também tem sido a comunicação social. Mal lançámos a marca em março, diversos meios de comunicação demonstraram interesse no projeto e o noticiaram.

EF: Utilizas produtos próprios na limpeza das sapatilhas, certo? Como conseguiste criar esses produtos? 

AM: Todos os produtos que utilizo foram experiências que fiz ao longo destes anos. Só posso adiantar que atualmente estamos a trabalhar com uma empresa e em breve iremos ter produtos de limpeza da marca “Engraxat”.

“Em março começámos com cerca de 10 limpezas, em Maio passámos para as 70”

EF: Como tem corrido o negócio?

AM: Nestes 2 meses tem corrido bem, as pessoas têm aderido bastante ao nosso serviço. As propostas tem sido muitas mais do que esperávamos, e muito importantes para o negócio em si.

Em março começámos com cerca de 10 limpezas, em maio passámos para as 70, e contamos que o gradual crescimento seja cada vez maior. É importante referir que este negócio não tem qualquer antecedente em Portugal, e por isso temos noção que implementar um serviço inovador demore o seu tempo. Contudo, o balanço é muito positivo, a todos os níveis!

EF: Tencionas manter-te no negócio? Que perspetivas tens para o futuro? 

AM: Sim, claro. A curto prazo o nosso objetivo é ter o máximo de parcerias possível, trabalhar com uma transportadora de modo a levar a Engraxat a vários pontos do país.

Também temos estado a desenvolver algumas experiências com uma empresa de químicos e em breve teremos os nossos próprios produtos à venda, rotulados com a Engraxat Premium Shoes Care em várias lojas. Este trata-se de um objetivo a médio prazo.

A longo prazo temos o objetivo de ter uma loja física, com todo o conceito traduzido no seu espaço.

“Avançar com algo de raíz não é fácil. É um risco.  É uma procura constante! Mas vale muito a pena!”

EF: Qual a mensagem que desejas transmitir aos jovens que pretendam iniciar um negócio? Que conselhos lhes darias?

AM: Avançar com algo de raíz não é fácil. Muitas vezes pergunto-me o porquê de me ter metido nisto. Se me dissessem há uns meses atrás que estaria aqui a apresentar a minha marca eu não acreditaria. A minha vida mudou radicalmente. Antes tinha uma vida bastante tranquila, trabalhava e quando saia do trabalho tinha imenso tempo para os meus hobbies. Agora, já não me lembro de uma noite descansada, de dormir sem despertador, de sair sem qualquer preocupação.

A Engraxat ocupa-me muito tempo, mas sinto um enorme orgulho em poder dizer que criei algo meu, algo novo, e acreditem, dá um gozo enorme trabalhar  quando temos algo nosso! Olhando para trás pergunto-me o que fazia eu das 9h às 19h, trabalhando com as mesmas pessoas, fazendo sempre o mesmo, estando 8h por dia fechado numa loja…

É uma responsabilidade grande criar uma empresa, mas tens uma liberdade e partilha enormes. Já devo ter conhecido mais sítios e mais pessoas desde que mudei de emprego, há sensivelmente três meses, do que nos quatro anos no meu emprego anterior.

É um risco.  É uma procura constante! Mas vale muito a pena!