Os vários dramas em Pretty Little Liars continuam: gravidez, a possibilidade de prisão, traições por parte de amigos, essas coisas do costume. Contudo, as respostas aos mistérios principais da série continuam sem aparecer e cada episódio parece estar aqui apenas para encher. The Glove that Rocks the Cradle estreou no canal Freeform no dia 30 de maio.

Spencer (Troian Bellisario) apercebe-se de que está a um passo de ir parar à cadeia, após a polícia continuar a desenterrar o seu envolvimento no homicídio de Archer (Huw Collins). Contudo, ela consegue roubar uma peça USB da casa de Marco (Nicholas Gonzalez), na esperança de encontrar alguma informação que a possa ajudar.

Hanna (Ashley Benson) é também o alvo desta semana, já que é a sua vez de participar no jogo de tabuleiro. A sua tarefa? Deixar uma encomenda no cacifo da escola secundária e esperar que o A.D. a vá buscar. Não parece muito complicado.

Aproveito a ocasião para dizer o quanto Hanna se tem tornado insuportável esta temporada. Completamente ingrata, com piadas gastas, achando que pode pedir ajuda a todos e que ninguém a pode falhar. Tal se verifica quando a própria Mona (Janel Parrish) tenta ajudar e Hanna quase a empurra para o lado.

No entanto, eis que surge a boa ação do dia: Hanna e Caleb (Tyler Blackburn) decidem assaltar o sistema de segurança do Radley, de modo a destruir as provas que possam incriminar Spencer. Na verdade, eles acreditam que ela apenas se tenha embebedado na noite do homicídio e cometido alguns erros por estar envolvida num triângulo amoroso com eles. E não deixa de ser verdade…

A peça de USB que Spencer roubou revela uma entrevista da polícia a Lucas (Brendan Robinson), na qual ele confessa que acredita que as protagonistas possam estar envolvidas na morte de Charlotte (Vanessa Ray). Como tal, o grupo decide confrontá-lo, já que estas facadas nas costas parecem começar a ser hábito.

Lucas confessa que manteve contacto com Charles por e-mail, contando-lhe histórias sobre os horrores que sofreu durante a escola secundária, o que pode ter contribuído para a sua raiva de vingança. No entanto, ele não sabia que Charles e Charlotte eram a mesma pessoa e que ela havia sequer avançado com um plano de tortura.

Aria (Lucy Hale) continua a obedecer às ordens de A.D. – ainda por motivos desconhecidos – e a sua tarefa desta semana envolve assaltar e estragar o quarto que Emily (Shay Mitchell) e Alison (Sasha Pieterse) têm estado a preparar o bebé. Claro que, no final do episódio, Aria enterra-se no sofá a chorar por ter cometido tamanho crime.

Por falar em Emily e Alison, eis que ambas decidem dedicar-se a esta brincadeira da gravidez a 100%, o que dá confiança suficiente a Alison para admitir os seus sentimentos perante Emily e dizer que quer começar uma família com ela. As duas partilham um beijo e já está mais do que assegurado que este casal veio para ficar.

Com apenas cinco episódios em falta até a temporada estar fechada, as coisas parecem avançar muito lentamente: Spencer continua a sofrer em nome de todos, Lucas foi apenas mais uma distração, Aria está a cavar a sua própria sepultura, e Emily e Alison decidem começar uma família na idade em que muita gente ainda nem sabe sequer cozinhar arroz. Continuamos à espera de episódios melhores.

NOTA: 5/10