Ovos Moles | Foto: Easy Portuguese Recipes

E se os ovos moles fossem candidatos a Património Imaterial da UNESCO?

Os ovos moles podem vir a ser candidatos a Património Imaterial da Unesco. O processo está ainda numa fase inicial e poderá eventualmente evoluir para uma candidatura única de toda a doçaria conventual portuguesa.

O anúncio foi feito este fim-de-semana pelo chanceler-mor da Confraria dos Ovos Moles, Sérgio Ribau Esteves, que avança com a candidatura dos famosos doces de Aveiro para lhes conceder um novo estatuto e lhes dar mais visibilidade.

“A Universidade de Aveiro, Câmara Municipal de Aveiro e Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro são parceiros nesta iniciativa”, avança a Vagos FM depois das declarações do chanceler-mor da confraria.

“A receita passou de geração em geração sem registo escrito daí termos as condições necessárias para esta candidatura, que foi pensada em 2015″, afirmou José Francisco Silva, Presidente da Associação de Produtores de Ovos moles de Aveiro, em conversa com a SIC.

Os doces de Aveiro foram os primeiros a ser certificados em Portugal e a ser protegidos contra possíveis imitações. De acordo com a SIC, no último ano registou-se a venda de cerca de um milhão de caixas desta iguaria.

A história destes doces tradicionais remonta a 5 séculos, com origem no Convento de Jesus, em Aveiro. Extintos os conventos, o fabrico dos ovos manteve-se até aos dias de hoje, afirmando-se como um dos nomes incontornáveis da doçaria tradicional portuguesa.

A APOMA (Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro) espera formalizar a candidatura no prazo máximo de dois anos.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.