Foi recentemente confirmado pelo próprio Tom Cruise de que está a ser preparada uma sequela de um dos maiores clássicos dos anos 80: Top Gun.

Já em janeiro, um dos produtores do original, Jerry Bruckheimer, tweetou sobre uma foto com o protagonista. Em abril, num fórum aberto no site Reddit, Val Kilmer (que interpreta Iceman) admitiu a sua presença na sequela. Agora foi mesmo Cruise que, ao promover o seu novo filme, A Múmia, o confirmou.

É verdade, vai acontecer”, revelou o ator norte-americano no programa australiano Sunrise.Vamos começar a filmar, provavelmente no ano que vem (2018)”.  O entusiasmo incontido da jornalista que o entrevistou foi um reflexo do que muitos fãs na internet estavam a sentir em relação a este anuncio à muito esperado: há 31 anos, para ser exacto.

 

Top Gun, realizado por Tony Scott, responsável, entre outros, por True Romance e A Fúria do Último Escuteiro, narra a história de Pete “Maverick” Mitchell (Cruise) e as suas aventuras enquanto piloto de aviões na marinha norte-americana. A acompanhá-lo estão uma miríade de personagens memoráveis, como Iceman (Kilmer), Charlie (Kelly McGillis) e Goose (Anthony Edwards).

Apesar da sua parca aceitação por parte da crítica, foi um dos maiores sucessos comerciais da década, tendo arrecadado 318 milhões de euros a partir de um orçamento de apenas 13 milhões.

As interpretações dos protagonistas e o estilo visual das cenas aéreas imprimida por Tony Scott mantém-se como os elementos chave para os fãs. Vencedor de um Oscar, na categoria de melhor música original (Take My Breath Away dos Berlin), foi nomeado em mais três categorias: Efeitos Sonoros, Som e Edição.

Com a morte do realizador, irmão de Ridley Scott, em 2012, ainda não é conhecido o nome do responsável pela sequela, nem a data de estreia.