O realizador Zack Snyder, responsável por Batman V Superman: Dawn of Justice, vai retirar-se da realização de Justice League. O motivo é o falecimento da filha do realizador, em março deste ano.

Zack Snyder anunciou ontem a renúncia à cadeira de realizador do filme Justice League, após o suicídio da sua filha de 2o anos, em Março. A esposa de Snyder, Deborah Snyder, produtora do filme, irá também retirar-se.

A filha do realizador cometeu suicídio há cerca de dois meses atrás, tendo o assunto sido mantido em privado. Embora a produção do filme tenha sido interrompida por duas semanas, para que o casal lidasse com a perda, na altura Snyder mostrou vontade em retomar o trabalho.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o realizador recorda a necessidade de voltar a trabalhar: “Pensei que pudesse ser um momento de catarse, enterrar-me em trabalho e ver se conseguia ultrapassar isto.” Snyder viria a alterar a sua perspectiva, referindo: “Nos últimos meses decidi retirar-me do filme e ficar com a minha família, que precisa de mim. Está a ser muito difícil para eles e para mim também. Talvez isto ajude.”

Zack e Deborah Snyder abdicam do projecto para que se possam focar na família e em ultrapassar a perda da filha. A Warner Bros. Pictures, sob a representação do presidente Toby Emmerich, apoiou a decisão: “O que eles estão a passar é inimaginável.”

O estúdio considerou a possibilidade de se atrasar a estreia do filme, decisão a que Snyder se opôs. Após a exibição de uma primeira versão do filme, Snyder optou pela adição de algumas cenas. No entanto, o realizador concluiu não estar capaz de o fazer.

Neste sentido, Joss Whedon, criador de Buffy: the Vampire Slayer e realizador de The Avengers e The Avengers: Age of Ulton, foi o escolhido para terminar o filme. Emmerich mostra-se confiante na transição: “O Joss terá a batuta mas a realização foi dada pelo Zack. Acredito que, apesar desta tragédia, teremos um óptimo filme.”

Justice League mantém a sua data de estreia para 17 de Novembro.