The Art of Slowing Down… mas nem tanto. Pelo menos, o público da Semana Académica de Lisboa que presenciou Slow J não mostrou sinais de querer abrandar. A festa académica, que terminará dia 20 de maio, recebeu nomes como Anselmo Ralph, Plutónio e DJ Olga Ryazanova… mas foi o jovem rapper quem se destacou.

Com apenas uma hora de concerto, o setubalense tocou os êxitos do seu álbum mais recente: The Art of Slowing DownLogo de início, quando já se cantava a Arte, o próprio artista sorria com a adesão da plateia.

Slow J e companhia

Chegada a altura da Às Vezes e Pagar as Contas, entram os outros protagonistas das melodias. Respetivamente, Nerve e GSON e Papillon, este último também conhecido por fazer parte do grupo GROGNation. Se até aí o “bichinho do hip-hop” não tivesse picado toda a gente, estes rappers tornaram o bicho num monstro. A partir daí, foi raro quem não saltou durante o resto da atuação.

Final perfeito

Outros momentos mágicos passaram, relevando a Serenata e a Cristalina. As duas baladas foram das que mais puxaram pelas vozes dos presentes. A última mencionada foi a única canção do reportório que não faz parte do último disco do músico, tendo a sua origem no The Free Food Tape, publicado em 2015.

Após o concerto ter chegado ao fim, o cantor mostrou-se claramente satisfeito pela participação e êxtase dos que o ouviram. Estes também não queriam dizer adeus, evocando o conhecido “só mais uma!” repetidamente, mas sem efeito. Mais tarde, foi pelo Instagram oficial do compositor que surgiu outro agradecimento, acrescentando que “foi lindo”.