Comemora-se, a 28 de maio, a 2.ª edição do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa. A data será comemorada no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e “vai matar saudades gastronómicas” de quem chega ao nosso país.

O Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa comemora-se todos os anos no último domingo de maio. A iniciativa é organizada pela FPCG (Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas) e pela AHRESP (Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal). “Sabe tão bem chegar a Portugal” é o mote para a efeméride deste ano a acontecer no Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa.

Os turistas que aterrem em Lisboa, a 28 de maio, poderão degustar os produtos portugueses e assistir a vários momentos de animação. “[O objetivo] é levar os sabores de Portugal ao lugar de partidas e chegadas”, disse  em conferência de imprensa a presidente da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas , Olga Cavaleiro.

Os produtos  da exposição, organizada em parceria com as Escolas de Hotelaria de Portugal, podem ser comprados pelos turistas que aterrem na capital portuguesa. Nesta 2.ª edição, a aposta principal é o turismo e a internacionalização da gastronomia portuguesa, mostrando “porque Portugal sabe bem”, afirmou Olga Cavaleiro.

A celebração do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa não se resumirá ao dia 28 de maio. Ao longo da semana que antecede o evento são vários os restaurantes por todo o país que disponibilizarão um prato de gastronomia portuguesa com 50% de desconto.

Olga Cavaleiro conta que a gastronomia está “presente em todos os momentos da vida”. Quando se abandona o país a “primeira coisa” que se sente falta é da boa comida portuguesa. “A pátria está onde está a gastronomia portuguesa”, acrescentou.O vice-presidente da AHRESP, Paulo Mendonça, sublinha que o turista que visita o nosso país “procura sensações novas, a maior parte delas gastronómicas”.

17 anos de gastronomia como património cultural

No mês de julho, comemora-se o 17.º aniversário da nomeação da gastronomia como Património Cultural Português. Para o vice-presidente da AHRESP este é um dia “especial e único”. Já o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo diz que a gastronomia é “um dos fatores que mais interfere na experiência” de quem visita Portugal.

O evento terá ainda um momento de entrega da distinção das Confrarias de Portugal – OPTIMUS CONVIVA – ao ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, ao secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, e ao presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo.