A sexta temporada de House of Cards só deve estrear em 2018, mas o cenário político que se vive nos Estados Unidos pode estar a influenciar o guião. A atriz que interpreta Claire Underwood, Robin Wright, disse que o atual presidente americano “roubou” ideias.

“Trump roubou todas as nossas ideias para a sexta temporada. Eu não sei o que é que vamos fazer”, disse Wright no meio de risos, numa entrevista à Variety, no Festival de Cannes. Apesar disso, a atriz referiu que é possível que a série se verse em alguns dos assuntos da atual administração da Casa Branca.

A quinta temporada, que já foi filmada e estreia dia 30 de maio, não vai sofrer alterações. Mas, pelos vistos, os guionistas terão de alterar as suas ideias para a sexta temporada.

A 20 de janeiro, dia em que Donald Trump tomou posse como presidente dos Estados Unidos, a Netflix lançou o trailer da quinta temporada. Em aproximadamente 30 segundos ouvimos vozes de crianças a recitarem a “Pledge og Allegiance”, palavras de fidelidade à bandeira americana e aos Estados Unidos da América. São também visíveis uma bandeira virada ao contrário e um ambiente escuro.

Frank Underwood, Donald Trump e KKK

Não é raro vermos “House of Cards” associada a Donald Trump. As comparações aumentaram a partir do momento em que se soube que o bilionário estava na corrida para a Casa Branca.

Em 2016, o terceiro episódio da quarta temporada chamou à atenção das pessoas. É mostrada uma fotografia em que o pai de Frank Underwood está a apertar a mão a um membro do Ku Klux Klan (KKK). O Washington Post lembrou, pouco tempo antes da estreia da temporada, a ligação do pai de Trump ao KKK. Fred Trump esteve num comício do Klan em 1927, tendo sido preso depois de se ter gerado confusão entre o KKK e o movimento fascista italiano.