Chris Cornell, vocalista dos Soundgarden e dos Audioslave, morreu esta quarta feira, durante a noite, em Detroit.

Em declarações à agência noticiosa americana Associated Press, o representante de Cornell, Brian Bumbery, afirmou que a morte do músico foi “súbita e inesperada”. O corpo será sujeito a autópsia, de modo a identificar a causa do falecimento.

Chris morreu horas após um concerto dos Soundgarden em Detroit, uma das paragens que constava na tour norte-americana da banda.

O Twitter já serve como plataforma de homenagem ao artista, contando com inúmeras mensagens de fãs e dos seus colegas, entre os quais Jimmy Page dos Led Zeppelin.

Os Soundgarden e os Audioslave valeram a Chris Cornell uma posição cimentada, por um lado no panorama do grunge da década de 90, por outro no cenário do hard rock.

Cornell tinha ainda outros projetos musicais como os Temple Of The Dog, uma colaboração com os Pearl Jam que resultou num álbum, e um projeto a solo. Através dele, lançou cinco discos e, recentemente, um novo single The Promise, cujos lucros revertiam para o International Rescue Committee.

Ao longo da sua carreira, foi nomeado para diversos prémios e laureado em eventos da indústria musical, nomeadamente os Grammys. O vocalista deixou-nos esta quarta-feira, demasiado cedo, com apenas 52 anos.