A menos de dois meses da edição de 2017, o festival NOS Alive continua a apresentar novidades para a edição deste ano. Após o anúncio feito na semana passada sobre a parceria com o festival espanhol Mad Cool, desta feita foi revelado o cartaz completo do palco EDP Fado Café. O palco, que já vai na segunda edição, trará o melhor da música tradicional portuguesa… e não só.

Rua EDP: espaço de experiências inesquecíveis

Na apresentação do cartaz, que se deu esta tarde, no Museu do Fado, também se traçaram os objetivos para a Rua EDP, onde se insere o palco. Ana Sofia Vinhas fez a promessa de que o espaço será ainda melhor do que o ano passado. Segundo a Diretora de Marca do Grupo EDP, o espaço nascido na edição de 2016 pretende continuar com o ambiente de pequena vila que o marcou. “Tornar a rua num espaço de experiências inesquecíveis” é o mote de Vinhas para a Rua EDP.

Para além das experiências, a “rua” do NOS Alive também pretende ser um espaço de consciencialização. Ana Sofia Vinhas referiu que se quer tornar a rua cada vez mais sustentável.

A Rua EDP será um espaço de homenagem a Lisboa, com decoração a fazer lembrar as zonas mais tradicionais. Tal como no ano passado, estará presente a recriação do Museu da Eletricidade e do MAAT.

Carminho e Miguel Araújo no EDP Fado Café

Ana Sofia Vinhas começou por sublinhar o lado intimista do sétimo palco, onde subirão nomes consagrados e revelações do fado. Já Álvaro Covões caracterizou o palco como um espaço dedicado ao fado e a artistas relacionados com o fado.

Foi ao Diretor da Everything is New que couberam as honras de apresentação dos artistas do EDP Fado CaféMiguel Araújo Carminho são os nomes de destaque deste ano, nos dias 6 e 7 de julho, respetivamente. Mário Pacheco, guitarrista que acompanhou Amália Rodrigues, fará um recital de música portuguesa no primeiro dia. Janeiro apresentará no dia sete composições próprias e do cancioneiro popular.

Tal como no ano passado, será homenageada uma das célebres casas de fado lisboetas. Na última noite do festival será recriado o ambiente da Tasca do Chico, que incluirá o fadista e histórico apresentador da TascaAntónio Pina, Milene Maura (que atuou na apresentação em jeito de amostra da homenagem) serão os nomes novos do fado presentes na noite dedicada à casa de fado.

Para finalizar todas as noites, entre a meia-noite e as quatro da manhã, os festivaleiros mais apaixonados poderão dançar ao som dos slows. A banda sonora estará a cargo dos Slow’n’Swing. O trio de jovens músicos de jazz vai trazer jóias da música americana e brasileira, com um toque modernidade.