Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos cria Terço Gigante para Santuário de Fátima

Foi inaugurado esta terça-feira (2) um terço gigante que fica à entrada da Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima. A obra pertence à famosa artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos. O terço chama-se “Suspensão” e é uma obra feita em honra das visões de Fátima, cujo centenário é assinalado este ano.

A obra vai ser iluminada pela primeira vez na noite de 12 de maio, quando o Papa Francisco entrar no recinto do santuário. O terço tem 26 metros de altura e é feito de contas brancas. Segundo os pastorinhos, a Virgem traria na mão um terço feito deste material.

Joana Vasconcelos afirmou na conferência de imprensa realizada no Santuário de Fátima que a peça “tem a ver com esta relação entre o céu e a terra e a luz” que ilumina o caminho, algo que será posto em prática quando o terço se iluminar com a chegada do Papa. Com esta peça, a artista plástica pretende passar “uma mensagem de paz, de tolerância e de amor para o mundo“.

O padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário, deu os parabéns à artista por ter criado uma obra “extremamente fotogénica“. Este responsável adiantou ainda que a partir da peregrinação de 12 e 13 de maio o terço vai iluminar-se todos os dias às 21h30 – hora em que se inicia a oração do rosário na Capelinha das Aparições. Tal acontecimento irá decorrer até “ao fim do conjunto de grandes peregrinações, em outubro“.

As celebrações deste fenómeno são um marco importante para a comunidade católica portuguesa. Nos últimos cinquenta anos foram cinco as visitas papais a Fátima nesta altura do ano: Paulo VI em 1967; João Paulo II em 1982, 1991 e 2000; e Bento XVI em 2010. A sexta visita será do Papa Francisco, durante este mês.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
'Borat 2' é o novo triunfo de Sacha Baron Cohen, apresentando-se ao nível do primeiro filme.
Crítica. ‘Borat 2’ de Sacha Baron Cohen é das coisas mais fascinantes do ano