Maio está quase de volta e traz consigo os primeiros raios de sol, as tardes que se prolongam e os vítreos tons de Primavera. Para completar os dias quentes que se avizinham, o Espalha-Factos desvenda os livros que vão rechear o mês e torná-lo ainda mais luminoso.

Desde thrillers que se avizinham já como bestsellers, ao regresso aguardado de escritores portugueses, passando por algumas reedições, maio promete ser um mês literário em cheio.

Escrito na Água

Fonte: Wook

Paula Hawkins. Topseller

16,91€ (pré-lançamento na Wook)

A autora do bestseller mundial A Rapariga no Comboio, regressa às bancas com um novo livro, Escrito na água

Este novo thriller de Paula Hawkins, descrito pela Time como um dos regressos mais aguardados de 2017, conta a história de Nell, uma mulher que aparece morta num rio de uma cidade ribeirinha. Aparentemente tratar-se-ia de um suicídio, até que passado uns dias da morte, a sua irmã, Jules, recebe uma mensagem em Nell lhe diz temer pela sua vida.

Será Jules que se encarregará de descobrir os contornos que levaram à morte de Nell. Um livro negro, mas tocante, em que a autora volta a expor a visceralidade na humanidade, de forma tão bem (ou melhor) conseguida do que no livro que a levou à ribalta.

O Deslumbre de Cecilia Fluss

Fonte: Wook

João Tordo. Companhia das Letras

14,85 € (pré-lançamento na Wook)

O autor d’ O Paraíso Segundo Lars D., está de volta às livrarias, com o último título da trilogia iniciada com O Luto de Elias GroO Deslumbre de Cecilia Fluss.

João Tordo regressa com a história de Matias, que vive arrasado com o desaparecimento da irmã, Cecília. Esta, envolvida numa paixão assolapada, é vista uma última vez a saltar de uma ponte.

Aquando do desaparecimento da sua irmã, outras e novas perguntas se reabrem e permacem até ao presente da narrativa. Matias, já professor universitário é revisitado por uma carta com informações acerca do destino da sua irmã. Voltar atrás significará voltar à dor, mas curar as feridas.

Um livro que promete encerrar um ciclo da escrita de João Tordo, mas não sem antes voltar a mostrar a perícia da sua escrita.

 O fim da história

Fonte: Wook

Luís Sepúlveda. Porto Editora

12,96€ (pré-lançamento na Wook)

Um outro esperado regresso é com certeza o do chileno Luís Sepúlveda. 

Nesta grande novidade da Porto Editora, o escritor conta a história de Juan Belmonte, um antigo revolucionário chileno reformado. Entediado com o rumo da sua vida, aceita o convite dos serviços secretos russos e embarca numa nova missão.

Dando voz à época ditatorial de Pinochet, aos vestígios de uma Alemanha nazi e à força de uma união soviética, assim se apresenta o thriller  O fim da história que marca o regresso do escritor após oito anos da sua última publicação.

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários (e outros volumes)

Fonte: Wook

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários. (15,93€) Catálogo de Sombras. (13,95€) Estação das Chuvas. (15,93€)  As Mulheres do Meu Pai. (16,92€) A Conjura (14,94€)

José Eduardo Agualusa. Quetzal

Obras de renome do escritor angolano voltam às bancas com uma nova apresentação. A Quetzal Editores reedita livros como A Sociedades dos Sonhadores Involuntários ou As Mulheres do Meu Paique marcaram a carreira do escritor.

Histórias com pano de fundo em África, algumas fábulas, outras ficções com laivos realistas, mas sempre um espelho angolano, podes agora revisitar José Eduardo Agualusa.

O Homem Domesticado

Fonte: Wook

Nuno Gomes Garcia. Casa das letras

13,41€ (pré-lançamento na Wook)

O autor de O Soldado Sabino volta às bancas com O Homem Domesticado

E se a sobrevivência da humanidade dependesse da absoluta submissão do homem à mulher?

Nesta frase que define e enceta a capa do livro, o autor prepara o leitor para um cenário distópico que pontua toda a narrativa ficcional.

Esta é a história de uma afirmação das mulheres, que se padronizam na perfeição e transformam os homens em seus escravos.

Com reminiscências de George Orwell, em 1984, reflete sobre as problemáticas da sociedade contemporânea.

O Pianista de Hotel

Fonte: Wook

Rodrigo Guedes de Carvalho. Dom Quixote

17,01€ (em pré-lançamento na Wook)

O jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho vê o seu novo livro publicado, a cargo da Dom Quixote, durante o mês de maio.

Com uma narrativa sinestésica, a música avizinha-se como condutora do romance. Num entrecruzar envolvente de personagens que se revelam ao sabor da pauta musical, a editora descreve o novo livro O Pianista de Hotel como um thriller psicológico.

Outono

Fonte: Wook

Ali Smith. Elsinore

13,94€ (pré-lançamento na Wook)

Elsinore tem vindo a habituar os seus leitores à publicação de livros de renome contemporâneos. Outono não foge à regra.

Nesta tetratologia de Ali Smith, iniciada com o livro a estrear durante o mês de maio, a autora propõe o leitor a repensar as questões do tempo e da forma como este é experienciado. Uma reflexão acerca de como o simbolismo das horas controla as nossas vidas.

Roçando a metafísica, a obra pretende desconstruir a noção de presente e passado e demonstrar como, no fundo, estes são conceitos culturais.

Debaixo da Pele

Fonte: Wook

David Machado. Dom Quixote

13,41€ (em pré-lançamento na Wook)

O premiado autor David Machado, apresenta-nos, durante o mês de maio, o seu novo romance Debaixo da Pele

A história de Júlia, uma mulher acorrentada ao passado e isolada no seu apartamento, tem como missão salvar (e salvar-se) Catarina. Esta criança, sua vizinha, vive no terror de um seio familiar conflituoso.

Debaixo da Pele é o relato dos caminhos que se juntam e separam, de duas mulheres que depositam uma na outra, a esperança da sua redenção.

Pablo Escobar- O que o Meu Pai Nunca Me Contou

Fonte: Wook

Juan Pablo Escobar. Editorial Planeta

15,26€ (em pré-lançamento na Wook)

O filho do nacrotraficante mais famoso do mundo regressa com um novo e surpreendente volume em que promete mais revelações sobre o seu pai.

Com histórias inéditas, como conversas com os filhos de alguns traficantes que Pablo Escobar assassinou, Pablo Escobar- O que o Meu Pai Nunca Me Contou promete voltar a agitar as águas, com revelações íntimas e surpreendentes.

As Coisas Que Perdemos no Fogo

Fonte: Wook

Mariana Enriquez. Quetzal

14,94€ (em pré-lançamento na Wook)

A argentina Mariana Enriquez chega pela primeira vez às livrarias com o livro As Coisas Que Perdemos no Fogo.

Um livro altamente satírico, pontiagudo e incisivo, que revelam uma autora feminista e afirmadamente política. Comparada a Edgar Allen Poe, estreia-se num registo negro, tecendo considerações à mente humana e à sua perversão.