Embora a estreia da quinta temporada de Orange Is The New Black esteja marcada para 9 de junho, vários episódios da série foram já colocados online em plataformas ilegais de partilha de ficheiros por um hacker (ou um grupo de hackers) insatisfeito com a Netflix.

Tudo começou com um conjunto de tweets por parte do grupo, denominado de ‘TheDarkOverLord’, que em jeito de ameaça fazia pressentir que algo de relevante estaria para acontecer. Instantes depois, surgia um novo tweet, desta vez anunciando um suposto ataque à gigante Netflix onde constava também uma hiperligação (entretanto já desativada) que remetia os utilizadores para uma plataforma de partilha de ficheiros online onde estaria hospedado o primeiro episódio da nova temporada de Orange Is The New Black.

Lê também: Orange Is The New Black garantida até à 7.ª temporada

A Netflix já reagiu e confirmou as suspeitas: a rede de segurança de um fornecedor da produção, Larson Studios, utilizado por vários estúdios de televisão terá sido comprometida, permitindo que o grupo se apoderasse da totalidade da temporada da série. De maneira a impedir a partilha dos restantes episódios, o grupo terá exigido à plataforma de streaming uma quantia em dinheiro (ainda não divulgada). Segundo a revista Variety, o FBI estará a analisar o caso.

Apesar das exigências, já são vários os episódios (do segundo ao décimo, mais concretamente) da nova temporada que se encontram disponíveis para download ilegal. Como justificação surge, segundo a entidade ‘TheDarkOverLord’, a falta de cooperação da Netflix por não aceder às suas exigências de forma a evitar novos leaks. 

Mais, o grupo deixa um aviso a vários estúdios de renome o que poderá significar novos ataques e, com isso, muitas dores de cabeça para as entidades competentes que se encontram a seguir o caso. A conjuntura atual promete deixar em dúvida se a Netflix poderá vir a lançar a nova temporada de Orange Is The New Black antes da data prevista de maneira a minimizar possíveis danos causados.